Textos inspiradores para reflexão. Deus sempre nos dá lições através de eventos do cotidiano, mas muitas vezes não percebemos. Vale a pena conferir nossa seleção!

 

1) LASCADOR DE PEDRA

Há muitos anos, vivia na China um jovem que ganhava o seu sustento quebrando pedras. Embora são e forte, o rapaz não estava contente com seu destino, e queixava-se noite e dia.
Tanto blasfemou contra Deus, que seu anjo da guarda terminou aparecendo e lhe disse:
– Você tem saúde, e uma vida pela frente muitos jovens começam fazendo algo como você, por que vive reclamando?
– Deus foi injusto comigo, e não me deu oportunidade de crescer.
Preocupado, o anjo foi a presença do Senhor, pedindo ajuda para que seu protegido não terminasse perdendo sua alma.
– Seja feita a tua vontade – disse o Senhor – A partir de agora tudo lhe será concedido.

No dia seguinte, o rapaz quebrava pedras quando viu passar uma carruagem levando um nobre, coberto de jóias. Passando as mãos pelo rosto suarento e sujo ele disse com amargura:
– Por que não posso eu ser nobre também? Este é o meu destino!
Então seu Anjo murmurou:
– Sê-lo-ás!

E ele transformou-se no dono de um palácio suntuoso, muitas terras e cercado de servidores. Costumava sair todos os dias com seu impressionante cortejo, e gostava de ver seus antigos companheiros alinhados à beira da rua, olhando-o com respeito.
Numa destas tardes, o calor estava insuportável; mesmo debaixo de seu guarda-sol dourado e ele transpirava como no tempo em que lascava pedras.
Deu-se então conta de que não era tão importante assim: acima dele havia príncipes, imperadores, e ainda mais alto que estes estava o sol, que não obedecia a ninguém – pois era o verdadeiro rei e falou:
– Ah, anjo meu! Por que não posso ser o sol? Este deve ser meu destino!
O Anjo escondendo sua tristeza diante de tanta ambição exclamou:
– Pois sê-lo-ás!

E logo o jovem rapaz foi sol, como era seu desejo. Enquanto brilhava no céu, admirado com seu gigantesco poder de amadurecer as colheitas, ou queimá-las a seu bel-prazer, um ponto negro começou a avançar ao seu encontro. A mancha escura foi crescendo ele reparou que era uma nuvem, estendendo-se a sua volta, e fazendo com que não mais pudesse ver a Terra e gritou:
– Anjo! A nuvem é mais forte do que o sol! Meu destino é ser nuvem!
– Sê-lo-ás! – respondeu o anjo.

E assim foi transformado em nuvem, e achou que havia realizado o seu sonho:
– Sou poderoso! – gritava, escurecendo o sol.
– Sou invencível! – trovejava, perseguindo as ondas.

Mas, na costa deserta do oceano erguia-se uma imensa rocha de granito, tão velha como o mundo e ele achou que a rocha o desafiava, e desencadeou uma tempestade que o mundo nunca antes vira.
As ondas, enormes e furiosas, golpeavam a rocha, tentando arrancá-la do solo e atirá-la no fundo do mar. Mas, firme e impassível, a rocha continuava no seu lugar. Soluçando ele disse:
– Anjo! a rocha é mais forte que a nuvem! Meu destino é ser uma rocha!
E transformou-se na rocha.
– Quem poderá vencer-me agora? – perguntava a si mesmo. – Sou o mais poderoso do mundo!

E assim se passaram vários anos, até que, certa manhã, sentiu uma lancetada aguda em suas entranhas de pedra, seguida de uma dor profunda, como se uma parte de seu corpo de granito estivesse sendo dilacerada.
Logo ouviu golpes surdos, insistentes, e novamente a dor gigantesca. Louco de espanto gritou:
– Anjo, alguém está querendo me matar! Ele tem mais poder que eu, eu quero ser como ele!

Chorando exclamou o anjo:
E foi assim que ele voltou a lascar pedras.

Por que será que nunca estamos satisfeitos onde estamos? devemos aprender que temos exatamente aquilo que merecemos e confiar em Deus pois Êle conhece as nossas necessidades.

Autor Desconhecido
Conhece o autor desta obra? Informe nos comentários!

textos sobre deus

2) A BORBOLETA E A FLOR

Certa vez, um homem pediu a Deus uma flor e uma borboleta.
Mas Deus lhe deu um cacto e uma lagarta.

O homem ficou triste, pois não entendeu por que o seu pedido veio errado.
Daí pensou: Também, com tanta gente para atender…
E resolveu não questionar.
Passado algum tempo, o homem foi verificar o pedido que deixou esquecido.

Para sua surpresa, do espinhoso e feio cacto havia nascido a mais bela das flores…
E a horrível lagarta transformara-se em uma belíssima borboleta.
Deus sempre age certo.

O seu caminho é o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar dando tudo errado.
Se você pediu uma coisa a Deus e recebeu outra, confie.

Tenha certeza de que Ele dá o que você precisa, no momento certo.
Nem sempre o que você deseja é o que você precisa.

Como Ele nunca erra na entrega dos pedidos, siga em frente sem murmurar ou duvidar.

O espinho de hoje será a flor de amanhã!

Legrand

 

textos sobre deus

3) A CARIDADE

Terminara, finalmente, o insigne poeta o seu árduo trabalho: grandioso poema sobre as maravilhas
de Deus na ordem do cosmos.
E agora, numa roda de amigos e admiradores, declamava o mais belo capítulo da obra prima do seu engenho.
Foi um assombro total!
De tamanha beleza eram as idéias, tão profundos os conceitos, tão cintilantes as frases, tão suaves as cadências dos períodos, que os ouvintes ficaram como que extáticos de enlevo.

E quando o poeta, no auge do entusiasmo, declamava a mais grandiosa página do poema, ouviu-se bater à porta da casa.
Mais se avolumou a voz do inspirado poeta, mais vibrante se tornou o seu estro, para abafar o ruído do inoportuno visitante.
Persistem, porém, na porta, os golpes indiscretos. Interrompe então o cantor das grandezas de Deus a faiscante cadeia de idéias e, contrariado, com um arranco violento, abre a porta.

“Por gentileza, senhor, a sua roupa suja” diz uma vozinha tímida, coando dos lábios pálidos duma menina magríssima. É a filha da pobre lavadeira.
“Agora não posso, menina! Venha amanhã!”
“Mas a mamãe vai ficar sem serviço, e sem pão, somos tão pobres. Por favor senhor, a sua roupa suja”
“Não posso, já disse!”
Com estrondo infernal se fecha a porta na cara da pálida menina. E, tornando a subir ao estrado, retoma o trovador o fio do poema. Por entre tempestades de aplausos termina a declaração da grande apoteose que elaborou pela maior glória de Deus.
Felicitações, abraços, sorrisos, elogios e luminosas perspectivas.
Altas horas da noite…….
Surge no seio das trevas o rosto pálido duma menina paupérrima. Corre pelo quarto olhares sonâmbulos, apanha da mesa os originais do poema, folha por folha e as rasga em mil pedaços. E jogando-as ao cesto de papéis murmura: “Roupa suja, senhor”. E desaparece.
O poeta acorda, os originais lá estão, intatos. E põe-se a pensar, a pensar, a pensar. É verdade que escrevi este poema pela maior glória de Deus? Se é verdade, porque não cantei, ontem à noite, o mais belo de todos os poemas do mundo, o poema da Caridade? Por que não entreguei à probrezinha a minha roupa suja? Por que preferi à caridade a minha vaidade?
Levantou-se e resolveu, logo de manhã, entregar à filha da lavadeira a roupa suja que ela pedira, e lavou com as lágrimas do arrependimento a “roupa suja” que tinha dentro da alma. E o seu coração cantou em silêncio o mais lindo poema de humanidade.
O divino poema de Jesus de Nazaré!!

Autor Desconhecido
Conhece o autor desta obra? Informe nos comentários!

 

textos sobre deus

4) A CRÍTICA…

Convidado a falar sobre a crítica, o conferencista compareceu ante o auditório superlotado, levando entre os braços um pequeno embrulho. Após cumprimentar os presentes, retirou os livros e a jarra d’água de sobre a mesa, deixando somente a toalha branca.

Em silêncio, acendeu poderosa lâmpada, enfeitou a mesa com dezenas de pérolas, algumas flores. Em seguida, situou na mesa um exemplar da Bíblia Sagrada em capa dourada. Depois, com o assombro de todos, colocou uma aranha num frasco de vidro. Só então comandou a palavra, perguntando:

– O que vocês veem?
As vozes discordantes gritavam:
Um bicho!
Uma aranha horrível!
Algo peludo e nojento!

Esgotados breves momentos de expectação, o pregador considerou: assim é o espírito da crítica destrutiva. Vocês não enxergaram forro de seda, nem as flores, nem as pérolas, nem os ensinamentos da Bíblia, nem a luz faiscante. Viram somente a pequena aranha.

Autor Desconhecido
Conhece o autor desta obra? Informe nos comentários!

 

textos sobre deus

5) A TEIA DE ARANHA

Uma vez um homem estava sendo perseguido por vários malfeitores que queriam matá-lo. O homem, correndo, virou em um atalho que saía da estrada e entrava pelo meio do mato e, no desespero, elevou uma oração a Deus da seguinte maneira:

– “Deus Todo Poderoso fazei com que dois anjos venham do céu e tapem a entrada da trilha para que os bandidos não me matem!!!”

Nesse momento escutou que os homens se aproximavam da trilha onde ele se escondia e viu que na entrada da trilha apareceu uma minúscula aranha. A aranha começou a tecer uma teia na entrada da trilha. O homem se pôs a fazer outra oração cada vez mais angustiado:

– “Senhor, eu vos pedi anjos, não uma aranha.”
– “Senhor, por favor, com tua mão poderosa coloca um muro forte na entrada desta trilha, para que os homens não possam entrar e me matar…”

Abriu os olhos esperando ver um muro tapando a entrada e viu apenas a aranha tecendo a teia. Estavam os malfeitores entrando na trilha, na qual ele se encontrava esperando apenas a morte. Quando passaram em frente da trilha o homem escutou:

– “Vamos, entremos nesta trilha!”

– “Não, não está vendo que tem até teia de aranha!? Nada entrou por aqui. Continuemos procurando nas próximas trilhas…”

Fé é crer no que não se vê, é perseverar diante do impossível. Às vezes pedimos muros para estarmos seguros, mas Deus pede que tenhamos confiança nele para deixar que sua glória se manifeste e faça algo como uma teia, que nos dá a mesma proteção de uma muralha.

Autor Desconhecido
Conhece o autor desta obra? Informe nos comentários!

 


Gostou da seleção? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags:

Comentários (1)
  1. Pingback: FRASES DE DEUS

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,