Danilo Gentilli pode parecer um cara que não teve problemas na vida, pelo seu jeitão despreocupado. Mas sua maneira de ser é uma escolha, um jeito diferente de ver os problemas, e não resultado de uma vida fácil. Espia:

“Eu vivo fazendo piado de tudo, da minha mãe, minhas, de qualquer assunto… Por eu viver de piada, tenho a impressão que todo mundo acha que a minha vida é só risadas. Meu pai morreu nos meus braços, seis meses depois morreu a minha irmã em um acidente. Meu pai foi embora quando eu era adolescente. Eu tinha uma escolha, ou ficava remoendo o resto da minha vida, ou fazia as pessoas darem risada” disse Danilo no Teleton.

 

Hoje Danilo se dá bem em praticamente tudo que faz, tem milhões de fãs e leva uma vida confortável. Mas essas conquistas não vieram de mão beijada e , como todo mundo que consegue o sucesso de forma honesta, ele trabalhou muito para chegar aonde chegou. Se a vida fosse um jogo de video-game com certeza Danilo teria começado no modo difícil  

Vindo do interior de São Paulo, de família humilde, Danilo morava com seus pais e irmã em um quarto e sala bem modesto. Detalhe curioso: seus pais preferiam dormir na sala e deixar o quarto para os filhos. As dificuldades financeiras nunca impediram a felicidade, união e dignidade da família. Pelos relatos do próprio Danilo a programas de TV, essa foi uma época feliz em sua vida.

Além de todas as dificuldades financeiras o pai de Danilo foi diagnosticado com câncer e, como é de se imaginar, ficava bastante debilitado devido aos tratamentos para a doença.  Mas a família seguia sem se queixar, buscando silenciosamente virar o jogo.

O grande baque veio aos 18 anos quando Danilo perdeu seu pai, vítima de um ataque cardíaco “Acordei de madrugada com meu pai gritando de dor, minha mãe desesperada no telefone e quando eu cheguei na sala meu pai tava deitado no chão sem fôlego, com o olho arregalado. Fiz massagem cardíaca nele, ele voltou a respirar e eu fui no ouvido dele e falei: você é a pessoa mais importante que eu já tive e eu te amo. E aí meu pai morreu.” relatou no programa Conexão Repórter do SBT.

Da morte do pai ele fez a seguinte reflexão: “Meu pai não bebia, não fumava e morreu cedo. Não roubava e morreu pobre. Tirava o que tinha para dar para os outros e teve poucas pessoas pra carregar seu caixão. Depois que ele morreu, nenhum parente perguntou se seu filho precisava ou não de algo. Ou seja, em vida meu pai me ensinou a ser a melhor pessoa que eu conseguir. Em morte, me ensinou a não esperar nada em troca por isso.” Fonte

Seis meses após a morte do pai, veio a morte da irmã em um acidente de trânsito. Nesse tempo Danilo também perdeu o emprego e a casa. Uma situação desesperadora para qualquer um. Mas ele não estava sofrendo sozinho, ao seu lado tinha a mãezona, Dona Guiomar.

“O dia que eu sepultei a minha filha, nós chegamos em casa do cemitério, eu e o Danilo. Aí eu botei a chave na porta, olhei pra ele e ele olhou pra mim, aí eu falei assim: – E agora?  Aí o Danilo respondeu: -Eles já estão lá mãe, nós ainda estamos aqui.”  contou Dona Guiomar no programa Conexão Repórter do SBT.

O que faz um homem tão jovem no meio de toda essa tragédia? Poderia se dizer uma vítima, achar que o mundo estava contra ele, que não teve oportunidades e entregar o jogo. Mas esse não é o estilo de Danilo, ele preferiu continuar tentando e tirando sarro de suas desgraças. 

Sem dinheiro, mas com muita vontade de viver do humor, ele trabalhava em 2 empregos: como publicitário de dia e fazendo comédia a noite. Com o tempo seu esforço, talento e estilo foram chamando a atenção do público e o resto é história.

A história do Danilo, como você já sabe,  não quer dizer que todos nós vamos ter um talk show e ganhar muito dinheiro : mas mostra que é mais útil levantar e lutar pelos nossos sonhos do que sentar e lamentar. Mesmo diante de todas as dificuldades sempre há uma saída, e o Danilo provou isso em sua trajetória. 

Fontes: Conexão Repórter do SBT, Istoe, Estadão,


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags:

COMENTÁRIOS

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,