Olhando para o famoso Padre Fábio de Melo a gente não imagina que ele já foi só o pequeno Fabinho, um menino tímido e muito pobre que tinha tudo para seguir a sina do pai. Filho do pedreiro “Natinho” com a dona de casa “Ana”, ele é o último de oito irmãos. O destino do Padre parecia escrito, assim como o de toda a família: estudar só até aprender a escrever, trabalhar duro e, quem sabe, cair no vício do álcool. Mas Fabinho iria ser uma exceção a essa triste regra.

“Tive uma história extremamente difícil e dolorosa. Nunca me fiz de vítima e nunca aceitei essa condição, mas minha vida não foi fácil.”

Como toda a família pobre brasileira, os Melo andavam em altos e baixos financeiros: algumas vezes o dinheiro dava e, várias vezes, estava longe de pagar as contas. A dificuldade era tamanha que, em certas épocas, Dona Ana era obrigada a servir para família arroz triturado, usado como alimento de porcos e galinhas.

Para azedar ainda mais a situação Seu Natinho passou anos lutando contra o alcoolismo. O vício, aliado a um temperamento explosivo, levava o pai a agredir os filhos e a esposa. As infidelidades de Natinho também geravam conflitos no lar e traumatizaram Fábio, que via o pai saindo com outras mulheres.

Essa dura realidade levou o jovem  a abandonar a escola e procurar trabalho pra ajudar em casa com, mais ou menos, 13 anos de idade. E essa escolha não era novidade para a família, todos haviam seguido o mesmo caminho. Ele tentou ser lavrador, entregador de pães, vendedor de doces e, no fim, resolveu ir pelos passos do pai.

Mas, como toda a história bonita que se preze, um anjo decidiu tomar uma atitude e intervir na vida do menino.

Ila Buebo era a orientadora educacional da escola de Fábio e foi atrás do aluno sumido, traze-lo de volta para a escola. Encontrou o menino em uma obra, trabalhando como servente de pedreiro com o pai e o irmão. Seu Natinho era conhecido pelo gênio difícil mas isso não intimidou Ila, que convenceu pai e aluno que o lugar de Fabinho era na escola. Esse gesto plantou uma enorme gratidão no coração do Padre:

“Não tenho nem como avaliar o que essa mulher representou na minha vida” diz Padre Fábio.

Lendo a biografia do Padre Fábio, Humano Demais, se percebe que na escola ele encontrava um refúgio, longe de todos os conflitos de sua casa. Ali ele começou a construir seu futuro.

Hoje Padre Fábio de Melo é um sacerdote conhecido nacionalmente, cantor, compositor, poeta, escritor, professor e apresentador. Mas tudo começou com um pequeno menino, em uma pequena cidade. A história do Padre lembra a gente que todo o caminho, por mais  bonito e bem sucedido que seja, tem um início despretensioso.

Fontes: Biografia do Padre Fábio de Melo “Humano Demais”, Ego


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags:

COMENTÁRIOS (2)
  1. Graças a DEUS, que apareceu esse anjo na vida dele. Temos que agradecer a ela que foi lá e o resgatou e tbm agradecer a ele que foi, aproveitou e se transformou nesse ser humano maravilhoso, especial.

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,