Mensagens de Jesus: você vai se sentir mais perto dele ao ler estas lindas lições, garantido!

 

1. O Quadro

Um homem havia pintado um lindo quadro.
No dia de apresentá-lo ao público, convidou todo mundo para vê-lo.
Compareceram as autoridades locais, fotógrafos, jornalistas, e muita gente, pois o pintor era muito famoso e um grande artista.
Chegado o momento, o pano que encobria o quadro foi retirado.
Houveram calorosos aplausos.
Era uma impressionante figura de Jesus batendo suavemente à porta de uma casa.
O Cristo parecia vivo.
Com o ouvido junto à porta, Ele parecia querer ouvir se lá dentro alguém respondia.
Houveram discursos e elogios.
Todos admiravam aquela obra de arte.
Um observador curioso porém, achou uma falha no quadro: a porta não tinha fechadura.
E foi perguntar ao artista :
– Sua porta não tem fechadura ! Como se fará para abri-la ?
– É assim mesmo, respondeu o pintor, esta é a porta do coração humano. Só se abre do lado de dentro.

Autor desconhecido

mensagens-de-jesus

2.Pequenos gestos

É curioso observar como a vida nos oferece resposta aos mais variados questionamentos do cotidiano.
Vejamos:

A mais longa caminhada só é possível passo a passo…
O mais belo livro do mundo foi escrito letra por letra…
Os milênios se sucedem, segundo a segundo…
As mais violentas cachoeiras se formam de pequenas fontes…
A imponência do pinheiro e a beleza ipê começaram ambas na simplicidade das sementes…
Não fosse a gota e não haveria chuvas…
O mais singelo ninho se fez de pequenos gravetos e a mais bela construção não se teria efetuado senão a partir do primeiro tijolo…
As imensas dunas se compõem de minúsculos grãos de areia…
Como já refere o adágio popular, nos menores frascos se guardam as melhores fragrâncias…

É quase incrível imaginar que apenas sete notas musicais tenham dado vida à “Ave Maria”, de Bach, e à “Aleluia”, de Hendel…
O brilhantismo de Einstein e a ternura de Tereza de Calcutá tiveram que estagiar no período fetal e nem mesmo Jesus, expressão maior de Amor, dispensou a fragilidade do berço…

… Assim também o mundo de paz, de harmonia e de amor com que tanto sonhamos só será construído a partir de pequenos gestos de compreensão, solidariedade, respeito, ternura, fraternidade, benevolência, indulgência e perdão, dia a dia…

Ninguém pode mudar o mundo, mas podemos mudar uma pequena parcela dele: esta parcela que chamamos de “Eu”.
Não é fácil nem rápido…
Mas vale a pena tentar! Sorria!!!

 

mensagens-de-jesus

3. As três árvores

Havia, no alto da montanha, três pequenas árvores que sonhavam o que seriam depois de grandes.

A primeira, olhando as estrelas, disse:- Eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros.Para tal, até me disponho a ser cortada.
A segunda olhou para o riacho e suspirou:- Eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas.
A terceira árvore olhou o vale e disse:- Eu quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto que, as pessoas ao olharem para mim, levantem seus olhos e pensem em Deus.
Muitos anos se passaram, e certo dia vieram três lenhadores e cortaram as três árvores, todas muito ansiosas em serem transformadas naquilo com que sonhavam.
Mas lenhadores não costumam ouvir e nem entender sonhos!
Que pena!
A primeira árvore acabou sendo transformada num cocho de animais, coberto de feno.
A segunda virou um simples e pequeno barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias.
E a terceira, mesmo sonhando em ficar no alto da montanha, acabou cortada em altas vigas e colocada de lado em um depósito.
E todas as três se perguntavam desiludidas e tristes:- Para que isso?

Mas, numa certa noite, cheia de luz e de estrelas, onde havia mil melodias no ar, uma jovem mulher colocou seu neném recém-nascido naquele cocho de animais.
E de repente, a primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo!
A segunda árvore, anos mais tarde, acabou transportando um homem que acabou dormindo no barco, mas quando a tempestade quase afundou o pequeno barco, o homem se levantou e disse:“PAZ”! E num relance, a segunda árvore entendeu que estava carregando o rei dos céus e da terra.
Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela.
Logo, sentiu-se horrível e cruel.
Mas, logo no domingo, o mundo vibrou de alegria e a terceira árvore entendeu que nela havia sido pregado um homem para salvação da humanidade, e que as pessoas sempre se lembrariam de Deus e de seu filho Jesus Cristo ao olharem para ela.
As árvores haviam tido sonhos… Mas as suas realizações foram mil vezes melhores e mais sábias do que haviam imaginado.
Temos os nossos sonhos e nossos planos que, por vezes, não coincidem com os planos que Deus tem para nós; e, quase sempre, somos surpreendidos com a sua generosidade e misericórdia.
É importante compreendermos que tudo vem de Deus, acreditarmos, termos fé, pois Ele sabe muito bem o que é melhor para cada um de nós.

 

mensagens-de-jesus

4. A luta de Benjamin Franklin contra as deficiências morais

Foi um sermão de domingo que provocou em Franklin o desejo de lidar com o que Ihe pareceu uma falta de virtude em sua vida. A despeito de suas realizações , difícilmente se sentia satisfeito consigo mesmo e lutou constantemente com as deficiências morais. Envergonhado com sua vida pessoal, decidiu atacar diretamente cada uma de suas deficiências e transformá-las em tesouras morais.

“Concebi então o audacioso projeto de alcançar a perfeição morai», escreveu ele. “Desejei viver sem cometer nenhuma falta em momento algum; eu ia conquistar tudo a que pudesse me conduzir a inclinação natural, os costumes ou a diligência.”

Como muitos de nós, Franklin sabia, ou pensava que sabia, o que era certo e errado. Não via qualquer razão por que não pudesse evitar o que era errado e fazer o que era certo. Parecia tão simples em teoria.

“Mas logo descobri que havia subestimado uma tarefa de dificuldades muito maiores do que podia imaginar. Enquanto cuidava de me guardar contra uma falta, era sempre pego de surpresa por uma outra; o hábito ganhava com a vantagem da desatenção; as inclinações eram às vezes mais fortes que a razão”. Tornou-se claro que só o desejo não era suficiente.

Assim, Franklin mudou de tática. Fez uma lista do que ele considerava as 12 virtudes mais importantes. Mais tarde, por sugestão de um amigo, Franklin acrescentou a “humildade” à sua lista.

As virtudes valorizadas por Franklin são hoje tão significativas quanto a 200 anos:

Temperança: não coma até a congestão; não beba até a embriaguez;
Silêncio: fale apenas o que puder ser benéfico para si mesmo e para os outros;
Ordem: deixe tudo o que é seu ocupar seu devido lugar;
Resolução: resolva-se a fazer o que deve ser feito; faça diligentemente o que resolveu;
Frugalidade: faça despesas apenas para fazer o bem a si mesmo e aos outros, isto é, não desperdice nada;
Laboriosidade: não perca tempo; esteja sempre ocupado com algo útil; elimine toda ação desnecessária;
Sinceridade: não faça uso de artifícios danosos; pense de modo inocente e justo. Se você falar, fale de igual modo;
Justiça: não prejudique ninguém por injúrias, ou pela omissão dos benefícios que fazem parte do seu dever;
Moderação: evite extremos. Não guarde ressentimentos;
Higiene: não tolere qualquer falta de higiene quanto ao corpo, às roupas ou à habitação;
Tranqüilidade: não se perturbe com trivialidades, incidentes comuns ou o inevitável;
Castidade: evite excessos sexuais. Não prejudique sua paz e reputação, bem como a dos outros;
Humildade: imite a Jesus.

Toda noite Franklin passava em revista sua lista e colocava uma marca preta para cada falta que tivesse cometido durante o dia . Quando também isto mostrou-se ineficiente, ele decidiu aderir firmemente a uma virtude a cada semana, fazendo apenas o melhor possível com as outras doze. Ele comparava o processo à capinagem de um jardim, dizendo que um bom jardineiro não tenta remover todas as ervas daninhas de uma só vez- o que esgotaria seu tempo e suas energias-, mas, sim, trabalhava numa faixa de cada vez.

Franklin continuou com seu plano de auto-análise e aperfeiçoamento por vários anos, com poucas interrupções. Ele ficou surpreso com os resultados. “Fiquei surpreso por cobrir que eu tinha mais deficiências do que imaginava; mas tive a satisfação de vê-las decrescendo.”

Mais tarde ele escreveu:”‘ Nunca cheguei à perfeição; na verdade, bem longe disso. No entanto, tornei-me um homem melhor e mais feliz que havia sido antes. Só alguns artifícios como esses podem assegurar, progresso seguro rumo à virtude.

O comprometimento com o aperfeiçoamento foi a chave da vida melhor para Benjamin Franklin e a mesma coisa é válida par nos dias atuais. Tornar-se uma pessoa melhor é um processo de toda uma vida. Um ponto de partida é adotar os conceitos de Franklin:

Reconheça o desejo: aprenda a ver seus potenciais;
Identifique as metas: decida o que você deseja aperfeiçoar.
Trabalhe diariamente: pratique auto-observação;
Entre em contato consigo mesmo: avalie-se, medite;
Aprenda com os erros: mude o estilo de vida quando necessário.

Como disse Franklin:

“Esteja em guerra com suas deficiências morais, em paz com seus semelhantes, e que cada ano o encontre uma pessoa melhor”.

Este ainda é bom conselho.


Gostou da seleção? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags: