Uma excelente reflexão sobre o papel dos pais no desenvolvimento dos filhos e como a educação afetiva é importante.
Geralmente, os pais amam seus filhos, mas muitas vezes não demonstram através de atitudes, todo o amor que trazem no coração.

Alguns pais tem conceitos mais rígidos e repetem o tipo de educação que receberam. O carinho não é uma constante, pois é visto como desnecessário. A cobrança e a recriminação, sim, são vistas como essenciais para a formação do caráter.

Muitos pais pensam que não precisam cativar seus filhos, pois o simples fato de exercerm o papel de pais e mães, é garantia de amor e reconhecimento.

Outros tantos, pensam que precisam mimar excessivamente os filhotes e que nunca podem dizer não pois contrariedades e cobranças na educação, podem provocar traumas nos filhos.

É impossível estabelecer critérios a prova de erros, pois ser pai e mãe, é um papel que se aprende no improviso do dia a dia e diante das mais inusitadas situações. Vamos nos diplomando, na escola da vida.

O PAPEL DOS PAIS NA EDUCAÇÃO

Excessos, no entanto, podem causar distorções na personalidade. A educação muito severa, na maioria das vezes, produz, personalidades inseguras, enquanto que a liberalidade demasiada, provoca personalidades centradas em si mesmas e, portanto, com tendências à tirania.

Talvez um bom método, seja, se colocar no lugar dos nossos filhos e analisar as coisas do ponto de vista deles, considerando os valores que são importantes para eles, nas diferentes fases de suas vidas.

Demonstrar afeto, por exemplo, é algo que sempre traz confiança e só pode trazer resultados positivos para a vida dos nossos filhos, sejam eles, crianças ou adultos. Quem não gosta de receber um carinho? Faz um bem danado e deixa qualquer um feliz.

Impor limites é construtivo e necessário, pois deixa claro que não podemos ter tudo o que queremos. O melhor no entanto, é que podemos fazer isso com carinho e sem agressividade. Não precisamos humilhar nossos filhos com castigos físicos. Existem meios bem mais efetivos e que não causam danos psicológicos.

O papel dos pais, é educar e isso inclui dizer não com firmeza. O filho precisa sentir segurança, saber que é amado e respeitado, mas que será corrigido todas as vezes em que isso for necessário.


Gostou do nosso editorial? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags:

COMENTÁRIOS

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,