próximo texto

  • Arthur Schopenhauer
    A amizade verdadeira e genuína

    Do mesmo modo que o papel-moeda circula no lugar da prata, também no mundo, no lugar da estima verdadeira e da amizade autêntica, circulam as suas demonstrações exteriores e os seus gestos imitados do modo mais natural possível. Por outro lado, poder-se-ia perguntar se há pessoas que de fato merecem essa estima e essa amizade. Em todo o caso, dou mais valor aos abanos de cauda de um cão leal do que a cem daquelas demonstrações de gestos.
    A amizade verdadeira e genuína pressupõe uma participação intensa, puramente objetiva e completamente desinteressada no ...
    CONTINUE LENDO...

  • Redação Momento Espírita
    A ideia de Deus voltar

    Do livro As mais belas orações de todos os tempos, colhemos um depoimento do famoso Albert Einstein, que merece ser lido, ouvido e meditado.
    Diz ele: A opinião comum de que sou ateu repousa sobre grave erro. Quem a pretende deduzir de minhas teorias científicas não as entendeu. Creio em um Deus pessoal e posso dizer que, nunca, em minha vida, cedi a uma ideologia ateia. Não há oposição entre a ciência e a religião. Apenas há cientistas atrasados, que professam ideias que datam de 1880. Aos dezoito anos, eu já considerava as teorias sobre o ...
    CONTINUE LENDO...

  • Robert Daniels
    Nosso sonho

    Nunca subestime o bem que você pode fazer, pois seus pensamentos são indubitavelmente mais penetrantes e chegam muito mais longe do que se pode imaginar. Quando você começa a enviar uma energia amorosa aos outros, uma fusão da mente com a Luz da alma dentro de você começa a acontecer. Pensamentos concentrados podem conseguir um resultado extraordinário. E quando visualizamos os ideais que temos em mente e o serviço que queremos realizar, podemos estar certos de que seremos bem sucedidos. A Luz Divina que existe dentro de cada um de nós espera ser reconhecida e utilizada. ... CONTINUE LENDO...

  • Cristina Azeredo
    A ilusão do poder

    Tudo passa. Um dia vem, outro vai e nunca é o mesmo. Traz-nos alegria ou tristeza, um dia chove e no outro faz sol. As estações mudam e percebemos as várias formas da natureza em sua beleza se apresentar para nós. Na sua mudança contínua nos mostra, também, a impermanência da vida e que, como parte dela, passaremos, e que a morte é certa. Porém, isso é algo que evitamos pensar; a morte é para os outros, não para nós. Detestamos concluir que não somos donos da nossa vida e que ela pode ir-se a qualquer momento para um desconhecido, e essa possibilidade é, no mínimo, apavorante. ... CONTINUE LENDO...

  • Autor desconhecido
    A Crítica…

    Convidado a falar sobre a crítica, o conferencista compareceu ante o auditório superlotado, levando entre os braços um pequeno embrulho. Após cumprimentar os presentes, retirou os livros e a jarra d'água de sobre a mesa, deixando somente a toalha branca.
    Em silêncio, acendeu poderosa lâmpada, enfeitou a mesa com dezenas de pérolas, algumas flores. Em seguida, situou na mesa um exemplar da Bíblia Sagrada em capa dourada. Depois, com o assombro de todos, colocou uma aranha num frasco de vidro. Só então comandou a palavra, perguntando: - O que vocês veem? As ...
    CONTINUE LENDO...

  • Chico Xavier
    Se eu morrer antes de você

    Se eu morrer antes de você,
    faça-me um favor: Chore quando quiser, Mas não brigue com Deus por Ele haver me levado. Se não quiser chorar, não chore. Se não conseguir chorar, não se preocupe. Se tiver vontade de rir, ria. Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, Esqueça e acrescente sua versão. Se me elogiarem demais, Corrija o exagero. Se me criticarem demais, Defenda-me. Se me quiserem fazer um santo, Mostre que eu tinha um pouco de santo, Mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me ...
    CONTINUE LENDO...

  • Swami Abhedananda
    o desenvolvimento espiritual

    Este mundo é como uma grande escola na qual os egos individuais são os estudantes e as várias etapas da evolução espiritual na vida da alma são degraus. Quando o ego, o homem aparente, termina um curso, começa outro.
    Se quiser repetir um curso ou uma lição várias ou muitas vezes, nada lhe impedirá de fazê-lo. Pode continuar no mesmo grau por vários anos e mesmo durante muitas encarnações, se seu desejo não mudar. Mas quando se sentir cansado de repetir o mesmo curso e já não encontrar prazer nele, busca naturalmente um grau superior e toma novas lições. ...
    CONTINUE LENDO...

  • Redação do Momento Espírita. Em 22.02.2012.
    Jardim da vida

    A vida humana pode ser comparada a uma rosa no jardim do mundo. O bebê é o botão que desabrocha, delicadamente.
    Na medida em que vai se abrindo, vai descobrindo e se extasiando com o rocio do orvalho na madrugada de luz, o brilho do cristal ao toque do sol nas primeiras horas da manhã, o calor do astro rei na tarde quente. Quanto mais se abre para a vida, mais descobertas realiza. Corajosa, a criança não lê obstáculos nas linhas da vida. Tudo ela tenta, experimenta, apalpa e sente. Confiante, ela estende os braços a quem lhe oferece o colo. Perseverante, ela ...
    CONTINUE LENDO...

  • Maitreya
    Uma visão energética:

    Tudo é energia. Toda palavra que você diz é energia. Todo pensamento que você tem é energia. A energia tem que ir para algum lugar ou senão ela retorna para a Fonte. Quando ela retorna para a Fonte, ela se transforma por causa do pensamento que foi ligado a ela. Por exemplo, pensamentos positivos saem e são usados; as palavras positivas que são ditas criam mais energia positiva. Elas motivam, criam, fortificam. Pensamentos negativos fazem uma entre duas coisas: ou eles criam medo, dúvida, insegurança ou qualquer outra emoção negativa, ou eles retornam; e porque ... CONTINUE LENDO...

  • Osho
    O AMOR PERMITE LIBERDADE

    O amor permite que qualquer coisa que o outro queira fazer, ele possa fazer. Tudo o que ele quiser - se o deixa em êxtase, a escolha é dele.
    Se você ama a pessoa, então você não interfere na privacidade dela. Você deixa intocada a privacidade da pessoa.Você não tenta invadir seu ser interior. A exigência básica do amor é "Eu aceito a outra pessoa como ela é" e o amor nunca tenta mudar a pessoa em função da própria ideia que se tem do outro. Você não tenta cortar a pessoa aqui e ali e deixá-la do tamanho certo - o que tem sido feito em todos os lugares no mundo ...
    CONTINUE LENDO...