próximo texto

  • Autor desconhecido
    Eu fiz diferença

    Esta é a história de um escritor que morava numa praia tranquila, junto a uma colônia de pescadores.
    Todas as manhãs, ele passeava à beira-mar para buscar inspiração, e, à tarde, ficava em casa escrevendo. Um dia, caminhando pela praia, viu um vulto que parecia dançar. Ele foi ao encontro desse vulto e ao aproximar-se, encontrou um menino pegando as estrelas-do-mar da areia e jogando-as, uma por uma, de volta ao oceano Porque está fazendo isso? - perguntou o escritor. Você não vê? - disse o garoto - A maré está baixa e o sol muito quente. Elas secarão ...
    CONTINUE LENDO...

  • Martha Medeiros
    CRONICA DO IMEDIATO

    O tempo divide-se entre o ontem, o hoje e o amanhã. Ontem já foi embora,e amanhã, vá saber. Dito assim, fica fácil perceber qual das três etapas é a mais importante. O presente, lógico. O passado é importante pela bagagem que você traz de lá e o futuro só é importante no plano da abstração e da fantasia, porque ninguém o alcança: estamos todos presos neste exato momento.
    Diante dessa visão simplista, passado e futuro transformam-se apenas em sinalizadores de calendário, em semântica para designar quem você foi e quem você pretende ser quando você crescer. ...
    CONTINUE LENDO...

  • Autor desconhecido
    O monge mordido

    Um monge e seus discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio. Foi então à margem, tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada . Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados. - Mestre deve estar ... CONTINUE LENDO...

  • Autor desconhecido
    Meu encontro com o grande espírito

    Sonhei um dia que tive uma conversa com o Grande Espírito.
    "Entre!", disse o Grande Espírito. "Então você quer conversar comigo?" "Se você tiver tempo", eu respondi. O Grande Espírito sorriu e disse, "Meu tempo é a eternidade e é suficiente para que eu faça qualquer coisa. O que tem em mente para me perguntar?" "O que lhe surpreende mais na raça humana?" E o Grande Espírito respondeu: "Que se aborrecem por serem ainda criança, que se apressam em querer crescer e que então lamentam por não serem mais crianças". "Que perdem sua saúde para ...
    CONTINUE LENDO...

  • Autor desconhecido
    Saco de batatas

    O professor pediu para que os alunos levassem batatas e uma bolsa de plástico para a aula. Ele pediu para que separassem uma batata para cada pessoa de quem sentiam mágoas, escrevessem os seus nomes nas batatas e as colocassem dentro da bolsa. Algumas das bolsas ficaram muito pesadas. A tarefa consistia em, durante uma semana, levar a todos os lados a bolsa com batatas. Naturalmente a condição das batatas foi se deteriorando com o tempo. O incômodo de carregar a bolsa, a cada momento, mostrava-lhes o tamanho do peso espiritual diário que a mágoa ocasiona, bem como o fato de ... CONTINUE LENDO...

  • Flávio Gikovate
    Como aceitar as diferenças

    Tenho tentado mostrar como nosso relacionamento com as outras pessoas é, na realidade, uma espécie de monólogo no qual esperamos encontrar no outro um espelho de nós mesmos.
    Isso só ocorre porque somos inseguros e toleramos mal as diferenças de opinião – que nos deixam em dúvida sobre nossas próprias posições – e nos lembram a condição de solidão, da qual tentamos fugir o tempo todo. Se não somos iguais,cada vez que conhecemos uma pessoa temos de nos dedicar a tentar saber quem ela é. Sim, porque já sabemos que não é obrigatório que ela pense, sinta, ...
    CONTINUE LENDO...

  • Paulo Coelho
    Importancia do gato na meditação

    Tendo recentemente escrito um livro sobre a loucura ( Veronika decide morrer) , vi-me obrigado a perguntar o quanto das coisas que fazemos nos foi imposta por necessidade, ou por absurdo. Por que usamos gravata? Por que o relógio gira no “sentido horário”? Se vivemos num sistema decimal, porque o dia tem 24 horas de 60 minutos cada? O fato é que, muitas da regras que obedecemos hoje em dia não tem nenhum fundamento. Mesmo assim, se desejemos agir diferente, somos considerados “loucos” ou “imaturos”. Enquanto isso, a sociedade vai criando alguns sistemas que, no ... CONTINUE LENDO...

  • Autor desconhecido
    A ilusão do reflexo

    Conta-se que um pai deu a sua filha um colar de diamantes de alto preço.
    Misteriosamente, alguns dias depois o colar desapareceu. Falou-se que poderia ter sido furtado. Outros afirmaram que talvez um pássaro tivesse sido atraído pelo seu brilho e o levado embora. Fosse como fosse, o pai desejava ter o colar de volta e ofereceu uma grande recompensa a quem o devolvesse: R$ 50.000,00. A notícia se espalhou e, naturalmente, todos passaram a desejar encontrar o tal colar. Um rapaz que passava por um lago, próximo a uma área industrial, viu um brilho no ...
    CONTINUE LENDO...

  • Helen Buckley
    Era uma vez um menininho…

    Era uma vez um menininho bastante pequeno que contrastava com a escola bastante grande. Uma manhã, a professora disse: - Hoje nós iremos fazer um desenho. "Que bom!"- pensou o menininho. Ele gostava de desenhar leões, tigres, galinhas, vacas, trens e barcos... Pegou a sua caixa de lápis de cor e começou a desenhar. A professora então disse: - Esperem, ainda não é hora de começar ! Ela esperou até que todos estivessem prontos. - Agora, disse a professora, nós iremos desenhar flores. E o menininho começou a desenhar bonitas flores com ... CONTINUE LENDO...

  • Ignorância e sabedoria

    Eu não acredito que ninguém entre os sábios admita que alguém incorra em culpas por sua própria vontade, nem que espontaneamente se julgue culpado de ações feias e más, pois sabe que todos os que praticam ações feias e más fazem-no sem o querer.
    Ninguém que saiba ou acredite que haja coisas melhores do que as que faz e que estão ao seu alcance, quando conhece a possibilidade de outras melhores continue fazendo as que faz; e deixar-se vencer por si mesmo não pode ser senão ignorância, e chegar a vencer-se a si mesmo não é senão sabedoria.... Assim sendo, não ...
    CONTINUE LENDO...