Veja a verdade sobre a febre amarela e sua vacina! Dr. Lair Ribeiro

Dr. Lair Ribeiro explicou as principais dúvidas sobre Febre Amarela e, como sempre, fez afirmações polêmicas. Resumimos as informações mais importantes em pequenos tópicos, espia:
Dr. Lair Ribeiro explicou as principais dúvidas sobre Febre Amarela e, como sempre, fez afirmações polêmicas. Resumimos as informações mais importantes em pequenos tópicos, espia:

Contagio

Dr. Lair explica que a febre amarela é uma doença não contagiosa. Ela pode ser transmitida através do mosquito (vetor). É impossível uma pessoa (ou macaco) passar a doença adiante.

Intensidade

O que define a intensidade da febre amarela é a carga viral que o mosquito deixa na picada, e o estado de saúde do paciente. Se a pessoa picada tiver um sistema imune saudável e a carga viral for baixa, é provavél que a pessoa tire a doença de letra. Inclusive, existem casos onde pacientes com febre amarela não sofrem com nenhum sintoma.

Agora, se a carga viral for alta e a pessoa tiver um sistema imune deteriorado, os riscos para a saúde são grandes.

Letalidade

A febre amarela não tem uma mortalidade tão alta como pode aparecer. Os casos graves (que aparecem nos noticiários) onde quase 50% dos pacientes morrem, acontecem apenas na fase maligna da doença, o que são apenas 10% dos casos da febre amarela.

A mortalidade geral da doença fica entre 5% a 7,5%.

Surto de Febre amarela

A febre amarela que está acontecendo no Brasil hoje é uma febre amarela silvestre, diferente da febre amarela urbana. O mosquito que transmite a febre amarela silvestre é diferente do mosquito que transmite a febre amarela urbana. A febre amarela urbana, que chega as cidades através do mosquito aedes aegypti, não existe no Brasil desde 1942.

O mosquito que transmite a febre amarela silvestre vive na copa das árvores. A autonomia de voo deste mosquito não chega a 2 horas. Será que esse mosquito irá conseguir chegar no meio urbano?

“Um mosquito que sai da copa da árvore para passear, ele pode chegar no máximo a 3km dali. Se você vive  para mais de 3km de uma mata, e se você não vai lá fazer trilha, se você não vai lá pescar, não vai lá caçar esse mosquito não vai sair lá da mata e chegar na sua casa. Esse risco não existe. Você precisa estar na beira da mata” disse o Doutor.

Vacina

Dr. Lair questionou a necessidade da vacinação em massa. O Doutor mencionou o fato de que, nos anos de epidemia da doença em nosso país, ela não foi resolvida com a vacinação em massa (a vacina nem existia naquela época), e sim com a eliminação do mosquito:

“É importante você fazer sua decisão própria. Nós médicos aprendemos a ser muito reducionistas.[…] Essa situação exige um outro tipo de pensamento.[…] A uma diferença muito grande entre eficiência e eficácia: eficiência é fazer algo bem feito e eficácia é fazer o que precisa ser feito.  Não adianta eu fazer bem feito aquilo que não precisa ser feito. Então, eu posso fazer uma vacinação em massa muito boa, mas será que precisa?”

e concluiu:

“Eu acho que se você tá em uma área de risco você deve levar em consideração os prós e contras e você vai decidir se você vai fazer a vacinação ou não. A vacina brasileira é de boa qualidade, mas é uma vacina. Ela tem os seus efeitos colaterais como toda a vacina tem. Se você se sente saudável o suficiente, você vai lá e toma. Agora, se você não circula na área de risco silvestre, eu te garanto que o mosquito não vem te visitar na sua casa. Você tem que levar em consideração se vale a pena. “

Veja o vídeo completo, com todas as informações:


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses

single.php
COMENTÁRIOS (3)
  1. Bem ,eu eu só tenho que agradecer a informação de um médico que deixa bem claro nos cuidados que toda pessoa deve tomar em relação a esse fato,não por menos que sempre que me deparo com um assunto do doutor Lair Ribeiro procuro lê-lo de maneira maneira compreensiva,e fico grato por isso.Ter sempre alguém de bem que nos oriente é de extrema convicção de que vem não só de ser um médico ,mas um ser humano com categoria bem sucedida que vale muito e não tem nada que pague e lhes retribua pelo grande beneficio que presta a as pessoas de bem ,que vive em sociedade.Assim todo aquele que observa os seus ensinamentos estão perfeitamente de bem com a saúde que é a prioridade de quem a busca._Muito obrigado que essa força que você possui permaneça para sempre,mais uma vez muito obrigado e até mais.

  2. Não demora muito, e o brasileiro vai ficar viciado em tomar vacinas. É vacina para tudo: dengue, gripe, febre amarela, HPV, etc. Não demora muito, e vai surgir outra vacina. O Ministério da Saúde e os médicos, em geral, adoram ver o povo se vacinando. Povo cobaia, sim. Povo medroso, sim. Povo ignorante, sim.

  3. Bom senso e sabedoria, deve prevalecer sempre
    considero q o dr. lair reune os dois predicados com soberba
    a maioria da população age como bandos de animais irracionáis
    onde um vai todos seguem cegamente.

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,

single.php
  • Sigam-me os bons!