É de conhecimento geral que drogas e gestação não são uma boa combinação mas o resultado é ainda mais chocante do que se imaginava: Mães que usam drogas durante a gestação dão a luz a bebês “viciados em drogas”. Segundo o serviço público de saúde da Grã-Bretanha, o NHS, em média três bebês nascem viciados em drogas a cada dia na Inglaterra. Nos EUA a cada 25 minutos um bebê nasce nessa situação.

Os sintomas que os bebezinhos passam incluem febre, irritabilidade, convulsões, diarreia, tremedeira, vômito, choro incessante e dores intensas. Para que os seus organismos se acostumem a abstinência, em alguns casos, doses de morfina são administradas e retiradas dia após dia.

Como muitos pais perdem o direito de guarda ou estão em clínicas de reabilitação, os bebês ficam carentes de atenção, já que as enfermeiras não conseguem atender tantos chorinhos. A situação é ainda mais triste: colo e carinho ajudam a acalmar os pequenos em suas crises de abstinência.

Para amenizar o sofrimento,  hospitais abriram suas portas para receber voluntários dispostos a distribuir afeto aos bebês. Com a ajuda dessas pessoas, segundo os médicos, os pequenos precisam de menos medicação e o tempo de internação diminui.  Os médicos e psicólogos frisam que é importante que bebês sintam conexões com mães, pais ou outros cuidadores desde as primeira fases da vida e que isso é positivo para seu desenvolvimento, incluindo coisas como a confiança nas pessoas e no mundo.

A boa notícia é que as pessoas não estão sendo indiferentes: O hospital da Universidade Thomas Jefferson, onde ocorre o programa, está com a agenda lotada de voluntários até o final do ano. Todos estão se movimentando para ajudar os bebezinhos.

Fonte: G1, BBC, Hypeness


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags:

Comentários (1)
  1. Que bela iniciativa. Sem palavras para descrever a admiração pelos voluntários. Que projetos como este cheguem logo ao Brasil. Parabéns!!

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,