Reflexão

A vida e o cotidiano das pessoas que moram em apartamentos de 4m² na Coreia do Sul

Quando a gente ouve falar em Coreia do Sul , imagina casas bem equipadas para um excelente padrão de vida mas nem sempre é assim: como em todo país, existe os dois lados da moeda.
Um homem documentou o lado sombrio do país que poucos conhecem.
O fotógrafo Sim Kyu-dong morou por quase cinco anos em Seul, nos Goshiwon – nome dado a apartamentos minúsculos e baratos, destinados aos mais pobres. As quase sufocantes casas sul-coreanas possuem espaços de  3 a 4 metros quadrados.
Os quartos tem cama, mesa, armário e só. Os preços variam de $ 175 a $ 350 por mês. A maioria dos “quartos” nem sequer tem janelas.

Apenas uma pessoa pode morar em cada “apartamento” – e, mesmo assim, ainda falta espaço para um único ser humano viver com o mínimo de conforto.

“Goshiwon é realmente projetado para os candidatos que se preparam para vários testes, como o exame estadual da ordem ou os exames do serviço público. Eu usei Goshiwon toda vez que saio de casa e fico em Seul. Foi uma boa hospedagem” comentou o fotógrafo.

Confira as imagens:

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.