imagem-capa.php

Alunos fazem rifa para ajudar professor que está há dois meses sem receber [vídeo]

Essa é para quem está desacreditado nas pessoas: O professor Bruno Rafael Paiva se emocionou após ser surpreendido pelo ato de bondade e pura iniciativa dos seus alunos da Escola Estadual de Ensino Profissional Balbina Viana Arrais, no Ceará.
Essa é para quem está desacreditado nas pessoas: O professor Bruno Rafael Paiva se emocionou após ser surpreendido pelo ato de bondade e pura iniciativa dos seus alunos da Escola Estadual de Ensino Profissional Balbina Viana Arrais, no Ceará.

O professor vive um drama conhecido por muitos outros profissionais do ensino: ele não recebe seu salário a mais de 2 meses e está se virando nos 30 para conseguir pagar suas contas. É muito triste o desrespeito pelos professores em nosso país.

Bruno substitui na escola uma professora que está de licença médica há cerca de dois meses. O professor precisou ficar alojado na escola, já que com os trâmites burocráticos da licença e o atraso dos salários de abril e maio, ele ficou sem condições de se manter sozinho na cidade, onde não tem parentes nem amigos.

“A licença fica se renovando, e todas as vezes é essa burocracia. Trabalhei um mês e meio e achei que ia receber, mas quando olhei a conta não tinha nada. Aí comecei a ficar preocupado, perdido”, conta Rafael.

Sabendo desta situação tão desesperadora, não é difícil de se colocar no lugar de Bruno e entender o pavor e a tristeza que ele sentiu. O bacana é que estes alunos, mesmo jovens, tiveram a maturidade de entender o drama do professor a e bondade de tomar a iniciativa e ajudar.

A turma, de alunos entre 14 e 16 anos, comprou uma cesta de chocolate e fez uma rifa. Os estudantes correram que “nem doidos pra poder vender todas na escola e arrecadar 400 reais para me ajudar”. Tudo foi feito escondido do professor e de toda a escola, nem os outros professores sabiam da surpresa!

“São alunos como eles que me fazem ainda acreditar na educação do país, acreditar no amor ao próximo, na compaixão de se colocar no lugar do próximo, e acreditar, principalmente, no respeito e amor do aluno para com o professor de sua escola” contou Bruno.

E o professor deixa uma mensagem final:

“Desde que cheguei naquela escola eles abriram os braços pra mim, só tenho a agradecer a todos. A comunidade inteira é muito acolhedora. Os que me ajudaram não são únicos, são reflexo de muitos. Que isso seja inspiração.”

Leia o depoimento do professor que viralizou no facebook na íntegra:

“Não sou de postar emoções pessoais. Mas essa foi muito forte e decidi dividir com amigos.
Hoje quando entrei na sala do 1° #Edificações, a sala que mais dou aula e a mais danada kkkk, tive uma surpresa que realmente não estava preparado.
Vai fazer dois meses e meio que dou aula e ainda não recebi nem mesmo o primeiro salário. Vida de professor não é fácil. O estado faz você trabalhar muito pra receber tudo de uma vez e você precisa segurar as pontas sozinho. Esse mês quando vi que não ia receber depois de um mês e meio de trabalho, vi tudo ficar preto, afundei na depressão preocupado e perdido sem saber como ia pagar as contas e ajudar minha família que está de mudança e com muitas das barreiras da vida. Esses alunos ficaram sabendo da minha situação financeira, minha dificuldade pra continuar na escola e por estar até dormindo em local emprestado já que não sou da cidade de Brejo santo, e sem me contar nada, correram atrás de comprar uma cesta da cacau show, fazer uma Rifa, correr que nem doidos pra poder vender todas na escola e arrecadar 400 reais para me ajudar.


Tenho muitas salas que amei de coração ser professor, mas nunca nenhuma sala demonstrou tamanho amor, ajuda e carinho por meu trabalho de professor como o 1° #Edificações fez hoje. São alunos como eles, que me fazem ainda acreditar na Educação do país, acreditar no amor ao próximo, na compaixão de se colocar no lugar do próximo, e acreditar principalmente, no respeito e amor do aluno para com o #Professor de sua escola.
MUITO OBRIGADO 1° EDIFICAÇÕES!!!
VOCÊS SÃO O FUTURO QUE EU QUERO SEMPRE ACREDITAR

PS: Se pudesse compartilhava esse vídeo pra todo Brasil ver que existem sim muitos alunos que respeitam, amam e são gratos ao professor que tem na sua escola. Quem quiser pode compartilhar

PS 2: Desculpem a cara de chorão parecendo uma criança de 8 anos. kkkkkkkkk”

Fonte: Razões para acreditar, G1


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

single.php

Mensagens do Bem

Aqui tem!! Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

  • Sigam-me os bons!