Reflexão

‘Vovó do Uber’ ama seu trabalho e, aos 73 anos, tem mais disposição que muitos jovens

Apaixonada por dirigir, idosa é conhecida como ”vovó do Uber”, aos 73 anos

Na cidade praiana de Santos, uma amável senhora desperta admiração em todos com sua disposição e alegria.

Maria Albina, de 73 anos, descobriu a sua maior satisfação no volante. A senhora é motorista do Uber, famoso aplicativo de transporte, e declara fazer isso por prazer, e não por necessidades financeiras.

Maria é chamada carinhosamente de ‘’vovó do Uber’’. Todos os dias, realiza oito horas de trabalho. As viagens são todas realizadas durante o dia, pois, segundo ela, dirigir à noite gera ansiedade.

A doce senhora encontra-se nesse trabalho há três anos. Em seu perfil, já são registradas 14 mil viagens. Ou seja, em média, são realizadas 22 viagens por dia. Em todas elas, Maria obtém a nota máxima. Todos os passageiros relatam ter a melhor experiência ao viajar com ela!

Assim que começou a realizar as viagens, um de seus maiores desafios foi o uso do GPS. Porém, ela superou esse obstáculo. Hoje, é uma especialista no aplicativo!

O seu trabalho não é um peso. Do contrário, Maria Albina declara que dirigir é como uma terapia. Enquanto dirige, ela observa a sua amada cidade, as novidades presentes e também faz um passeio.

Muitos questionam a razão dela estar trabalhando. Com muita convicção, Maria Albina responde:

“É um negócio que me deixa contente”

A sua família já tentou convencê-la a ter uma rotina mais tranquila,devido a sua saúde. Com a mesma convicção, Maria Albina não se demora em responder:

“Vou ficar sentada fazendo o quê? Eu quero ir para a rua, meu negócio é a rua”.

Maria Albina considera que, mais valioso que o dinheiro obtido nas corridas, são as avaliações deixadas pelos passageiros. Ao encontrar essa bondosa senhora, muitos passageiros comentam ‘’vovó fantástica’’ ou ‘’motorista excelente’’ após as corridas.

Certamente, todos se sentem amados e acolhidos por ela.

A história dessa corajosa senhora comunica que nunca é tarde para permitir-se sonhar e fazer o que desperta alegria.

Maria Albina recusa-se a ficar sentada, desperdiçando a sua preciosa vida. O desejo de explorar novos horizontes a motiva todos os dias a fazer o seu melhor e oferecer a viagem mais excelente para os seus passageiros.

Fonte


 

Autora
Débora Barros Gonçalves

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.