Reflexão

Cachorro cego ignorado por todos encontra amiguinho que nunca o deixará sozinho

A bombeira Jess Martin (27 anos) é voluntária no resgate de animais, e foi através do serviço voluntário que ela conheceu o cão Amos. O animal nasceu cego e, por necessitar de cuidados especiais, Jess sabia que seria mais difícil encontrar alguém disposto a adotá-lo. Então, ela o levou para sua casa, proporcionando a Amos uma família.
Entretanto, Jess sentia a necessidade de se preparar para a reação de seu outro cão, Toby, que está com ela há 9 anos.“Ele é muito independente e gosta do seu próprio espaço, então ficamos um pouco preocupados em ver até que ponto ele aceitaria Amos.” explicou Jess. “No início, Toby rosnou para ele algumas vezes e depois o ignorou. Amos veio de um canil, então não sabe se socializar com outros cães.”

O que ninguém poderia imaginar é que Toby se tornaria o melhor amigo e cão-guia de Amos.

“Depois de alguns dias, vi que Amos não conseguia encontrar sua tigela de água e Toby o cutucou e o ajudou” explicou a bombeira. Foi a primeira vez que Toby se tornou os olhos de Amos, e a partir desse momento, ele passou a cutucar seu “cãomigo” sempre que este precisava de ajuda.

“Quando saíamos para passear, Amos ficava com muito medo, principalmente dos barulhos, e Toby rapidamente percebeu que precisava de ajuda – então, toda vez que Amos parava, Toby ia e deitava ao lado dele até que ele estivesse pronto.Eles desenvolveram uma boa comunicação entre eles e conhecem os limites um do outro.”

Atualmente, Toby é o único amigo de quatro patas de Amos, pois ele é rejeitado por outros cães.

“O principal problema do Amos é que outros cães não gostam dele quando se aproximam dele, obviamente porque ele não consegue se comunicar da mesma forma, então não tem outros amigos” explicou Jess. “Amos ainda fica um pouco preocupado quando está ao ar livre em áreas movimentadas – é por isso que todos nós partimos em aventuras para que ele possa se acostumar com a vida ao ar livre em um ambiente mais tranquilo.”

Fonte

Fonte 2

Comentários

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.