imagem-capa.php

“Câncer não é doença” diz médico ganhador do Prêmio Nobel, que explicou o que o câncer realmente é

Uma descoberta incrível, reconhecida pela medicina, que poucas pessoas conhecem. Ela pode mudar a vida de muita gente, inclusive a sua. Vamos espiar? :)
Uma descoberta incrível, reconhecida pela medicina, que poucas pessoas conhecem. Ela pode mudar a vida de muita gente, inclusive a sua. Vamos espiar? 🙂

Otto Heinrich Warburg (1883-1970) foi um médico e bioquímico alemão, ganhador do Prêmio Nobel de Medicina por descobrir a causa primária do câncer.

  • O Prêmio Nobel é amplamente considerado como o mais prestigioso prêmio disponível nos campos da literatura, medicina, física, química e paz!

 

 imagem da publicacao

A descoberta que rendeu um Nobel a Otto foi surpreendente: a causa para o desenvolvimento do câncer está nos tecidos ácidos, e a prevenção da doença nos tecidos alcalinos (ricos em oxigênio).

“Os tecidos cancerosos são tecidos ácidos (pobres em oxigênio), enquanto que os tecidos saudáveis são levemente alcalinos (ricos em oxigênio).”

A chave de tudo está no oxigênio:  a acidez expulsa o oxigênio das células, enquanto células alcalinas possuem oxigênio:

Antes de continuar lendo, que tal você curtir a nossa página do Refletir Saúde? Dê uma chance para a gente 🙂 Curta clicando aqui. Obrigada, tenha uma boa leitura

“A falta de oxigênio e a acidez são as duas caras de uma mesma moeda: quando você tem um, você tem o outro.” 

 imagem da publicacao

O médico afirmou:

“Privar uma célula de 35% de seu oxigênio durante 48 horas, pode convertê-la em cancerígena.”

Então, o que Otto diz é simples: um organismo ácido está propenso ao câncer, pois nesse ambiente as células ficam sem oxigênio e não “respiram”. O ideal é um organismo levemente alcalino.

Você deve estar se perguntando: o que deixa um organismo ácido e pré-disposto ao câncer?

Para Warburg, a péssima alimentação e o sedentarismo são os grandes vilões.

Em outras palavras: comer mal e não fazer exercício físico. Então, aquele biscoitinho recheado não é tão inofensivo como parece!

Vale lembrar que quanto mais velhos ficamos, mais o nosso organismo tende a ficar ácido, então, o cuidado precisa ser redobrado.

Alimentos acidificantes: açúcar, farinhas, refrigerantes.

Alimentos alcalinizastes: limão, pepino e óleo de coco.

 imagem da publicacao

Fonte: Awebic Doce limão


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

single.php
COMENTÁRIOS (12)
  1. Concordo plenamente com a tese do doutor. A 5 anos atrás tive um câncer e nesse periodo eu tinha uma alimentação ácida e vivia uma vida sedentária, o resultado foi que aos 37 anos contrai um câncer no reto fiz 3 cirurgias, fiquei colostomisado durante 2 anos. Decedi mudar meu estilo de vida, prático exercício físico diariamente tomo água alcalina e tenho uma alimentação saudável.

  2. Amei a matéria!! muito informativa como ja deixo meu feijao de molho com limão para cozinhar me alegrei muito já faço da minha alimentação um meio de prevenção ,consumo muitos vegetais em geral frutas , legume e verduras pouquíssima carne , agora preciso me livrar do açúcar o que já estou treinando.
    Como fiz com o sal.

    Obrigada

  3. Obrigada pelas dicas, acredito muito e procuro sempre me alimentar melhor, deixando um pouco de lado carnes principalmente a vermelha,refrigerantes, etc. O mundo precisa descobrir tudo isso, e levar uma vida menos sedentária incluindo exercícios físicos em sua rotina, e alimentando melhor.
    Queto continuar recebendo essas dicas maravilhosas.
    Parabéns!

  4. Eu acho mto bom
    Já tive um câncer procuro me alimentar bem…mas de vez em qdo dá vontade de comer lanche (Não de salsicha)refrigerantes não tomo….faço pilates

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,

single.php

Mensagens do Bem

Aqui tem!! Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

  • Sigam-me os bons!