Reflexão

Cão-guia perde a visão e passa a ser guiado com seu dono por outro cão

O inglês Graham Waspe é  deficiente visual, mas leva uma vida independente por causa do seu inseparável e querido amigo Edward, um cão guia que o acompanha há aproximadamente seis anos.

Edward sempre fez toda a diferença na vida de Graham conduzindo-o  pelas ruas da cidade, e possibilitando que ele realizasse muitas outras coisas importantes. O patudo, como não poderia deixar de ser, passou a ser a família do ingles.

Mas, infelizmente, assim como as pessoas, os cães envelhecem e começam a ter problemas físicos,  ficando sem condições de auxiliar seus tutores.

Foi isso que aconteceu com o querido Edward que desenvolveu catarata e aos oito anos de idade ficou cego. Agora ele e seu tutor sofrem com a falta de visão e não podem mais andar sozinhos  pelas ruas.

Mas o problema foi resolvido com a chegada de uma nova melhor amiga, a cadela-guia Opal, que  assumiu o comando das operações conduzindo gentilmente, seus dois novos amigos pelas ruas de Suffolk,  no Reino Unido, onde os três podem ser vistos, passeando felizes.

Essa notícia nos faz pensar sobre a importância do cão guia, um verdadeiro anjo de quatro patas, conduzindo seu tutor e zelando pela sua segurança. Eles dão auto estima e independência para as pessoas com deficiência visual.

Quanto devemos ser gratos aos nossos queridos patudinhos que, diariamente,  enchem a nossa vida de amor incondicional! São presentes de Deus na nossa vida e às  vezes a gente nem percebe, mas dói quando eles viram estrelinha e não estão mais ao nosso lado, sacudindo o rabinho por qualquer motivo.

Fontes:

CachorroGato


 

Autora
Lourdes Grings

Comentários

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.