Reflexão

Cão sobrevive a envenenamento e agora está salvando vidas na Turquia

Os terremotos que vitimaram a Turquia e a Síria deixaram um rastro de sofrimento e destruição. O mundo todo se solidarizou e acompanha a situação que já deixou quase 20.000 vítimas.

Diversas pessoas trabalham no resgate de sobreviventes em meio aos destroços. Mas não são apenas seres humanos que ajudam nessa situação, os cães também tem sua contribuição importante: com seu poderoso olfato, os animais ajudam a encontrar aqueles que precisam de ajuda.

Uma das equipes caninas envolvida nesta ação tem como integrantes os doguinhos Balam, Rex, Orly e July. Os três vieram do México para ajudar, enfrentando um voo de 16 horas.

Balam tem um passado, triste o dog estava à beira da morte depois que um vizinho o envenenou com salsichas que jogou na rua em que ele costumava passar com seus pais, os cães Athos e Tango.

Os pais de Balam infelizmente não conseguiram sobreviver mas o homem que os matou foi condenado a 10 anos de prisão por crueldade animal.

Balam foi treinado para resgatar pessoas desaparecidas durante anos por Édgar Martínez para a Cruz Vermelha Mexicana. Ele segue os passos de seu pai Athos que, antes de ser envenenado, salvou diversas pessoas em outras catástrofes.

Esperamos que os caninos ajudem a salvar muitas vidas.

“Pronto para esta missão! Nossos especialistas em busca e resgate com a companhia de nossos caninos #July , #Orly , #Balam e #Rex já estão na #Turquia se preparando para ajudar. #AyudarNosMueve” escreveu a Cruz Vermelha Mexicana IAP no Twitter.

Fonte

© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.