Reflexão

Cãozinho completa 19 anos, o equivalente a 123 anos humanos: ‘Não estou pronta pra me despedir’

A paulistana, Mariana Letícia, de Taubaté compartilhou  no Facebook a história do seu cãozinho Donny que tem 19 anos (o equivalente a 123 anos humanos) dizendo que “não está pronta para se despedir”. A publicação teve um grande número de reações e comentários.

Os cães quando vão ficando idosos, assim como os seres humanos, vão perdendo suas capacidades físicas e um animalzinho com essa idade, infelizmente, deve estar bastante debilitado, exigindo cuidados especiais e tratamento.

Mariana conta que a família adotou Donny em 2002, quando ele ainda era um filhote. Nas palavras dela   “Ele seguiu minha mãe quando ela voltava do trabalho há dezenove anos e então acolhemos ele”.

Como o cãozinho Donny hoje tem 19 anos e Mariana acha que ele pode ter até mais idade, ele está bem senil e, portanto, enfrentando as dificuldades que fazem parte da velhice.  “Está cego tem um bom tempo, já não escuta tão bem, faz anos que não tem mais os dentes e vira e mexe a perninha falha ao andar porque a velhice chega e maltrata mesmo o corpo”,  ela relata.

Ciente de que Donny já está  perto de virar uma estrelinha, Mariana lembra, com saudades a época em que ele era um menino cheio de vitalidade, correndo pelos parques  e aprontando, e sente que ainda não está pronta para a separação, conforme relata:

“Mas admito que não estou preparada pra me despedir. Queria ele jovem pra sempre, quando adorava correr no parque e fazer xixi em TODAS as árvores que encontrava (fazendo a gente ficar parado igual idiota esperando a marcação de território do bonito)

E finaliza, fazendo um apelo àqueles que tem cãezinhos idosos “Vocês também cuidam dos seus velhinhos? Não entendo como tem gente que abandona”.

Fonte: Catioro Reflexivo


 

Autora
Lourdes Grings

Comentários

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.