Reflexão

Cliente reclama ao ver Cão de rua em loja, mas dono se recusa a tirar o cão de lá

Todo mundo sabe que os animais de rua sofrem com o frio, fome, sede e maldade do ser humano. Os bichinhos abandonados vivem na rua a própria sorte, sem ter alguém que se importe com eles. E muitos destes animais, apesar de conhecerem o pior do ser humano, continuam sendo receptivos as pessoas, bastando um carinho para te-los como companheiros de caminhada: os vira latinhas amam acompanhar a pessoas que andam pelas ruas, aproveitando a companhia por alguns minutos de sua vidinha.

No mundo existem as pessoas que amam os animais e as que os encaram como “um ser inferior”, não se sensibilizando por estas dificuldades que os bichinhos enfrentam.

Felizmente o dono desta loja faz parte do primeiro grupo de pessoas: ele não se incomodou de deixar um lindo cusquinho que entrou na sua loja tirar aquela soneca canina no local, aproveitando o calorzinho do ambiente.

Quando uma cliente entrou na loja e viu o cãozinho descansando em um canto, imediatamente pediu explicações para o dono da loja. Mas a resposta do proprietário foi completamente diferente do que ele esperava e acabou deixando os amantes de animais muito felizes.

A página do Facebook chamada Planeta Cachorro postou a história e a resposta do proprietário da loja:

“Um pouco irritada, a mulher perguntou ao gerente se não era feio o estabelecimento deixar um cão de rua dormir lá dentro”. O homem respondeu calmamente: “Seria feio deixar o cachorro do lado de fora na chuva para se molhar. Ele ficará aqui até que pare de chover”.

Por mais pessoas de coração generosos como este homem!

Com informações do Catioro Reflexivo


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentários

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.