Reflexão

Com apenas 12 anos, ele abriu uma escola em seu quintal para ajudar outras crianças

Leonardo Nicanor Quintero é um argentino de apenas 12 anos que conseguiu mudar a realidade da sua comunidade. O menino, conhecido como Professor Nico, dá aulas desde os 8 anos de idade para crianças carentes da região e, posteriormente, lecionou também para adultos. Ele já chegou a receber 36 alunos em sua sala de aula improvisada.
Nico também é aluno e frequenta a escola pela manhã, caminhando mais de meia hora abaixo de sol para chegar na instituição. A tarde ele ensina na “escola” que criou no pátio da casa de sua avó, das 14h às 18h – em alguns dias esse horário pode se estender. O garoto batizou o local de ensino de “Patria y Unidad” (Pátria e União).
Com estrutura extremamente precária, a escola não possui reconhecimento oficial mas mesmo assim todos levam a iniciativa muito a sério. “Eles estão aprendendo, não estão vindo para brincar”, disse Mirta Donoso, uma mulher de 40 anos de idade que já foi aluna de Nico.
O professor Nico se mostra preocupado não só com o aprendizado, mas também com o bem estar dos alunos. Em dias frios ele oferece chá, e nos dias quentes suco para quem se dispõe a frequentar o local. A escola não recebe apenas crianças em idade de alfabetização, existe também uma espécie de maternal para os mais novos brincarem juntos.
Nico convocou outros jovens de bairros próximos a se juntarem a ele na missão de ensinar.
Após a avó do menino contar sobre a iniciativa, ele se transformou em uma celebridade na mídia local e nas redes sociais. Um exemplo de generosidade e atitude para muitos adultos.

Fonte

Fonte

© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.