Reflexão

Depois de 20 anos juntos, este leão em estado terminal se despede de sua tratadora

Este leão fofo é Júpiter, um animal muito amado na Colômbia, o país aonde ele ainda vive. O felino ficou famoso há três anos, enquanto vivia no Refúgio Villa Lorena (Cali): sua salvadora e cuidadora, Ana Julia Torres, o resgatou de um circo onde ele era constantemente maltratado. Ele não tinha garras e desconfiava tanto dos humanos que acabou desenvolvendo uma fobia de contato com eles, o que mudou radicalmente quando ele chegou aos cuidados de Ana Julia.

A mulher, sem dúvida, mudou a vida de Júpiter: ele passou de uma reação defensiva para ser o leão mais doce e mais terno de todos, até demonstrou sua enorme capacidade de abraçar e beijar sua amada equipe de resgate.

No entanto, as autoridades decidiram que Cali não era o lugar certo para Júpiter, então o levaram ao zoológico de Los Caimanes, em Montería, Córdoba, para que ele pudesse ficar mais calmo e cercado por outros animais.

Infelizmente, a solução acabou sendo pior que o próprio problema. Depois de quase dois anos sob a tutela do zoológico, Júpiter perdeu tudo o que havia progredido e sua saúde começou a se deteriorar pouco a pouco: agora ele está em estado crítico há mais de um mês, come pouco, tem danos significativos nos rins e fígado, além de anemia galopante. Segundo Ana Julia, que o visitou várias vezes, Júpiter está morrendo, então ela conseguiu convencer o governo  levá-lo de volta ao seu santuário.

No entanto, recentemente o leão demonstrou com pequenos gestos e movimentos que ele ainda quer viver. Ana Julia o visitou em seu viveiro enorme de gato e ele a recebeu com um abraço e alguns beijos.

” Estou feliz, depois de 11 meses recebi seus beijos novamente, ele me beijou cinco vezes. Eu o encontrei em pé, divino; Comecei a acariciá-lo e a mimar, disse que o amava ”.

Apesar dos esforços do leão, o diagnóstico de Júpiter não é bom; Ele está sofrendo de câncer de fígado terminal e está perto de deixar este mundo, após 20 anos de cuidados em Villa Lorena, sob o amor e os cuidados de Ana Julia.

Sua história ficou conhecida no país e várias ‘velas’ e cadeias de oração para o felino foram organizadas.

Apesar do pouco tempo restante para esse rei da selva; Sua cota de amor por sua salvadora não acabou e nos mostra que, apesar de todo o sofrimento que os humanos lhe causam, ele ainda consegue amar os bons.

via


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentários (2)

  1. Fiquei tão emocionada, estou chorando, minha opinião é: Fico muito triste ,como os animais sofrem nas mãos dos seres humanos.
    Meu filho não conhece circo, nunca levei, para ele não ver como eles maltratam os animais. Eu odeio circo, não deveria ter animais lá, é um judiação, se eu tivesse poder acabaria com animais em circo. Tem mais de 50 anos que não piso num circo. Acho que todos que amam os animais, tinha que fazer o mesmo, assim acabaria com esse sofrimento de todos eles, os seres mais puro do planeta, uma criação do nosso Deus único.

  2. Que coisa linda!
    Louvo a Deus por ainda existir pessoas que se propõem a ajudar aos animais em situações críticas. Que Deus abençoe essa equipe e levante outras ao redor do mundo.

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.