Reflexão

Diarista consegue se formar na universidade aos 51 anos: “estudo não tem idade”

A paulista Janete Alves da Costa é uma inspiração para todas as pessoas que desejam voltar a estudar mas acreditam que é tarde demais: Dona Janete se formou Direito aos 51 anos e está feliz da vida! A mulher sempre teve o desejo de fazer uma graduação mas precisou adiar este sonho.
“Eu via pessoas com 60 anos fazendo sua primeira graduação, e eu achava aquilo maravilhoso. Hoje em dia, você vê cada vez mais pessoas experientes colando grau, conseguindo a carteirinha da OAB. Para estudar não tem idade”, afirmou.
Além de idade, a mulher precisou enfrentar mais um desafio: trabalhando como diarista para sobreviver,  ela conciliou os estudos com a rotina pesada do trabalho na área da limpeza. Janete também foi alvo da ignorância de algumas pessoas para quem ela trabalhava.
“As pessoas diziam ‘Como assim alguém que é diarista quer fazer uma faculdade?’. Em outros lugares onde trabalhei, comentei que também estudava e fui mandada embora no dia seguinte”, relatou.
Felizmente também existem pessoas bacanas no mundo e ela contou com o apoio de outros patrões para realizar o seu sonho, recebendo 100% de incentivo: “É uma amiga muito carinhosa, conselheira. Estou muito feliz por ela e orgulhosa. Vou perder minha funcionária, mas fico feliz por ela ser bem-sucedida”, contou Paula Diniz, amiga e empregadora de Janete.
Além de concluir a faculdade, Janete passou no difícil exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e já está fazendo uma pós-graduação. Ela deixou uma bonita mensagem para todos que desejam retomar os estudos: “Vou dar continuidade nos estudos. A gente sempre tem que acreditar que vai conseguir. Tem vontade de estudar? Corre atrás, estuda, porque o saber não ocupa espaço, o constante estudo não tem idade. A pessoa mais velha ainda tem muito ainda a oferecer para a sociedade”, completou.

Fonte

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.