Reflexão

Ela é a cientista que salvou a Arara Azul da extinção

A bióloga brasileira Neiva Guedes vem fazendo uma enorme diferença no Brasil, Neiva conseguiu retirar a Arara Azul da lista de animais em perigo de extinção e está recebendo reconhecimento internacional pelos seus esforços – ela até ganhou um lugar no hall da fama da ONU para meninas e mulheres cientistas.

Mas esta não foi uma tarefa nada fácil pois Neiva vem se dedicando há mais de 3 décadas a esta missão.

Tudo começou em 1989, quando a bióloga e sua equipe perceberam que as araras-azuis estavam desaparecendo. Deste momento em diante Neiva tem se dedicado à conservação da arara-azul no Pantanal Grande. Decidida a manter a espécie em seu habitat natural, Neiva tomou como missão de vida proteger o animal criando o Projeto Arara Azul em Pantanal Grande.

Os principais fatores que colocam em risco a linda ararinha é o desmatamento e a caça ilegal. Por isso a bióloga vem trabalhando com a comunidade sobre a importância dessa ave, como protegê-la e evitar que seja caçada para venda ilegal.

Pode não parecer mas a ave é de grande importância no ecossistema pantaneiro: ajuda a dispersar as sementes do seu alimento; ou seja, contribui para o crescimento de novas plantas e árvores.

Neiva também desenvolveu a técnica de instalação de ninhos artificiais na natureza para as araras se reproduzirem: “Na época das cheias, alguns ninhos ficam isolados pela água. Nessas ocasiões usamos tratores, barcos, cavalos, ou se necessário vamos a pé, levando todo o equipamento necessário em mochilas por até vários quilômetros, dependendo da localização do ninho”, explicou Neiva.

Constantemente a equipe monitora os ninhos para ver se tudo está indo bem.

Felizmente todo o trabalho duro deu resultado e a arara saiu da lista de “perigo de extinção”. Mas ainda há muito trabalho pela frente pois a Arara Azul passou para “estado vulnerável”, ou seja, ainda corre perigo.

Desejamos que Neiva consiga seguir protegendo este belo animal.

Fonte

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.