Reflexão

Ex-diarista vira ‘Rainha do Salgado’ em terminal de ônibus:Ganho 3 vezes mais do que antes

O brasileiro é um criativo empreendedor que dribla as dificuldades e a Maria Cícera Vicente, de 46 anos, é a prova disso.

De Campo Grande, MS, Dona Maria inicialmente trabalhava como diarista e empregada doméstica mas não estava satisfeita:

“O que eu ganhava era muito pouco e não dava para viver bem. Tinha que ficar pedindo vale para patroa, coisa chata. Aí comecei a empreender. E eu sempre tive uma mentalidade de trabalhar para ganhar melhor. E nesse tempo, aprendi que quando você sonha, você pode”, afirmou Maria.

Foi no aniversário da filha, ao ver sua vizinha fritando coxinhas, que a mulher se interessou por aprender e vender salgados ”Comentei que queria aprender para ganhar dinheiro”, relembra.

“O engraçado é que quando cheguei na patroa pedindo para sair, porque eu trabalharia com isso, ela me falou: ‘Você é louca? Vai deixar um serviço que você é registrada por uma coisa que você não tem certeza?’. Eu respondi para ela que se eu não tentasse, eu nunca iria saber e hoje, estou aqui, ganhando o triplo”.

Quinze anos se passaram e hoje Dona Maria é conhecida como a  ‘Rainha do Salgado’ por seus clientes satisfeitos – ela vende salgados no Terminal de ônibus de Guaicurus. Maria vende uma diversa variedade de salgados como hamburgão, coxinha, pão com salsicha, ‘salgado-pizza’ entre outros. Além dos quitutes ela também oferece o amado cafezinho brasileiro.

“Seu salgado é bem quentinho, crocante, ela tem um creme de alho que a gente pode usar a vontade e eu nunca encontrei um cabelo nos salgados dela” comentou a cliente Renata Duarte, de 19 anos.

“Aceito [os elogios]. Acho que é por conta do tempo que trabalho aqui. A experiência ajuda. E o segredo de você fazer salgado de vender sempre, é você fazer como se fosse para si mesmo ou para sua própria família, entendeu? Esse é o segredo do negócio. Não tem que vender só pensando no dinheiro. Tem que vender pensando em satisfazer a pessoa, porque do mesmo jeito que ela pode sair falando bem, ela também pode falar mal”, finalizou.

Fonte

Comentários

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.