Reflexão

Filho de faxineira, brasileiro está na lista de melhores empreendedores do mundo

O paulista Anderson Caio Santos Silva estudou a vida toda em escolas públicas, veio de uma condição de vida humilde e agora, aos 28 anos, entrou para a lista “Forbes Under 30” de 2022: a lista, elaborada pela revista Forbes Brasil, traz 90 nomes de jovens de até 30 anos de idade que geram impacto em suas áreas de atuação.
Mas, com um início tão difícil, Anderson conseguiu chegar tão longe?
Filho de operário e faxineira, Anderson teve toda a sua formação na rede pública de ensino. Começou a trabalhar com apenas 14 anos, no programa menor aprendiz. Esforçado, o rapaz conciliava três atividades na rotina: no período da manhã ele trabalhava, à tarde frequentava o curso técnico no Senai e, à noite, cursava o Ensino Médio.
Aos 17 anos ele descobriu que podia estudar gratuitamente na USP e decidiu que iria cursar Ciências de Computação na Instituição. 
Anderson compara sua vida a uma maratona e entrar na Universidade foi só o primeiro passo. Após ter alcançado seu objetivo de ingressar na faculdade, ele não tinha computador e nem sabia falar inglês mas mesmo assim fez dois intercâmbios no Canadá, dois estágios na Google, um nos Estados Unidos e outro no Canada e ganhou uma bolsa no programa Líderes Estudar.
Tudo conquistado sem recursos financeiros, graças a garra, determinação e fé do jovem. Ele aproveitou auxílios e bolsas que buscou, abrindo oportunidades.
Atualmente Anderson fundou uma startup chamada de Iglu, que desenvolve soluções para lojas que desejam integrar suas plataformas de comércio virtuais e físicas. Foi graças a este negócio que o jovem foi incluído na lista da Revista Forbes. Atualmente a Iglu conta com seis profissionais, 11 investidores e está atuando em 14 lojas.
“Acho que estou cumprindo meu propósito de vida, que é trazer uma referência para as pessoas que vêm de onde eu vim: se tem gente que conseguiu, vai lá que você consegue, é possível. Isso é bastante significativo para mim. Quando eu venço, não sou apenas eu que venço, vence minha família e todas as pessoas que vêm de onde eu vim”, declarou Anderson.

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.