Reflexão

Gari criticada por se maquiar responde à altura: ‘Não é por varrer rua que deixarei de ser mulher ‘

Paulina Carvalho, de 25 anos, trabalha como Gari nas ruas de Porto Velho, Roraima.

Apesar de ser considerada por algumas pessoas uma profissão inferior às demais, Paulina tem orgulho de seu trabalho, pois sabe o quanto ele é importante para a população.

Por orgulhar-se, a moça recusa-se a trabalhar de qualquer jeito. Desde que ingressou como gari, há 4 anos, ela se arruma e faz questão de parecer bela.

Um certo dia, porém, Paulina foi muito criticada pela forma em que se apresentava.

Era noite, quando uma idosa, de boa condição social, saiu de um carro novo e começou a observar atentamente a mulher.

Paulina conta:

‘’Ela me olhou de cima a baixo e falou: ‘nossa, para que se emperiquitar tanto para trabalhar? Você vai varrer o chão e vai estar com a cara cheia de poeira e não vai dar pra ver nem o pó do seu rosto’

Foram palavras duras e cruéis. No calor do momento, Paulina desejou retribuir toda aquela ignorância. Mas ela reconheceu que cada um dá o que tem, e decidiu responder com calma e educação.

“Minha cara senhora, o fato de eu trabalhar de brincos, maquiada, e bem cheirosa, não implica com minha profissão. O importante pra mim é que estou de bem com a vida… e não sou nenhuma mal resolvida que fica se incomodando com a vida alheia. Sou gari sim e com muito orgulho, mas não é porque eu trabalho varrendo rua, lidando diretamente com lixo, que vou deixar de ser mulher, deixar de me cuidar, deixar de ser vaidosa. Se ame mais meu bem, tenha uma ótima noite’’ – respondeu a trabalhadora.

Nesse momento, o que restou a senhora foi abaixar a cabeça e ir embora com seu carro tão bonito. Assim ela fez.

Paulina publicou o seu relato na rede social Facebook. O caso viralizou. Muitos elogiaram a postura da mulher, e outros até mesmo brincaram, dizendo ‘vem varrer minha rua, minha casa, minha vida’’ e ‘’nunca vão desmerecer sua beleza, pois você é linda!’’

O grande sucesso do post em redes sociais gerou uma maior valorização da profissão, segundo ela. A história fez com que as pessoas reconhecessem que o trabalho do gari é muito importante.

Paulina é concursada pela prefeitura de Porto Velho e trabalha ao lado de seu querido pai, Manoel Roberto de Carvalho, que está na profissão há 18 anos.

“É uma profissão essencial e isso eu aprendi com meu pai. A gente chega nos lugares e está tudo desorganizado, mas em questão de horas deixamos tudo arrumado, limpinho. Isso para ter a gratificação apenas de algumas pessoas, que passam pela gente e agradece, não é todo mundo que reconhece isso, mas sabemos a importância do que realizamos diariamente. Tenho orgulho da minha profissão”.

Por onde passa, além de deixar limpo e organizado, Paulina também comunica a verdade de que todo trabalho é digno.

Fonte: https://razoesparaacreditar.com/mulher-gari-maquiagem-ro


Autora
Débora Barros Gonçalves

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.