imagem-capa.php imagem-core_mob.php
Reflexão

Gatinha heroína salva menino de 3 anos após cascavel aparecer na cozinha de casa

Amy é a gatinha de 4 anos que se tornou uma heroína! Ela salvou a vida do menino Miguel, de 3 anos. O caso aconteceu no Rio de Janeiro.
“Ela salvou a vida do meu neto” declarou a avó de Miguel.

O menino, que estava na casa da avó, foi até a cozinha beber água quando se deparou com a cobra (um filhote de cascavel). A avó e o pai da criança ouviram os gritos desesperados do pequeno e correram para cozinha. Ao chegarem ao cômodo, encontraram Miguel apavorado e imóvel enquanto o valente felino batia na cabeça da cobra com a pata.

A cobra cascavel é a segunda serpente mais venenosa do Brasil. Seu veneno é muito potente e destrói as células do sangue das vítimas, causa lesões musculares, afeta os sistemas nervoso e renal.

Segundo os moradores, a rua não é asfaltada e de frente com a residência existe um terreno baldio, onde já foram vistos lagartos e escorpiões.

O pai de Miguel chamou os bombeiros e a Guarda Municipal para recolherem o animal, que

ainda se encontrava vivo.

O dono de Amy é o tio de Miguel, Ezequiel Bitares da Rosa Rodegheri, de 15 anos. Ele contou que a felina é uma vira-lata muito companheira, dócil e atenciosa, deixando vários “mimos” para ele:

“Ela traz pombinhos, passarinhos, já me trouxe um peixe uma vez. Ela também me protegeu de um pit bull que avançou em mim na rua e onde eu vou ela vai atrás. Ela protege mesmo, é uma verdadeira amiga”.

imagem da publicacao

imagem da publicacao

Fonte: G1


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentário (1)

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

  • Tenha um
    Bom Dia!
  • Tenha uma
    Boa Tarde!
  • Tenha uma
    Boa Noite!
© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.