Reflexão

Homem resgata e salva a vida de duas raposas e agora elas se recusam a sair do seu lado

Histórias de resgate são lindas. Nelas, sempre se vê um indivíduo agindo como um herói, e seres indefesos sendo salvos por um ato bondoso. Em seguida, o herói e os que foram resgatados prosseguem a sua vida, sem mais retornar contato.

A notícia a seguir é uma incrível história de resgate. Porém, muito diferente das tradicionais, esta possui um desfecho emocionante.

Pasty Gibbons, homem irlandês, é simplesmente apaixonado por animais. O homem vivia uma vida singela, sem muitos luxos. Apesar disso, os animais que cuidava lhe traziam grande alegria.

Pasty tinha 28 galinhas, 12 patos, 2 cães e 2 gatos. A sua casa parecia estar completa. Até que avistou, sobre a paisagem da Irlanda, duas raposas filhotes.

A cena era arrasadora. Aquelas raposas estavam fracas, certamente muito doentes, e não podiam ser deixadas para trás. Precisavam urgentemente de ajuda.

O singelo homem recusou-se a abandoná-las ali. Levou as duas para a sua casa e prestou todo o auxílio, até que elas pudessem se recuperar.

Aqueles dois animaizinhos cor de caramelo, ainda que filhotes, levavam uma vida difícil até então.

Quando finalmente estavam cheias de vigor e saúde, Pasty deixou as raposas à vontade para que seguissem o seu caminho. Pasty sabia que raposas amam viver em liberdade, assim como todo animal selvagem.

É possível imaginar que o momento de despedida não foi nada fácil para ele.

Apesar de deixá-las livres, algo inusitado e completamente anormal veio a acontecer. As raposas apegaram-se a Pasty. Não queriam deixá-lo. Reconheceram nele o seu amigo e tutor.

Assim, Pasty Gibbons alegrou-se com a decisão de suas novas amigas. Agora, as raposas fazem parte de seu lar!

Toda comunidade local admirou este bondoso homem por sua atitude. Hoje, ele ministra palestras e dá depoimentos a quem necessitar sobre cuidados com os animais.

“Agora pessoas de todo o Reino Unido estão me pedindo conselhos sobre como cuidar das raposas.Eu não sou um especialista e ainda estou aprendendo com elas todos os dias, mas estou feliz em aconselhar as pessoas interessadas em proteger esses animais.” declara Pasty.

Humildemente, o homem dispôs de seu lar para dois pequenos filhotes que necessitavam de auxílio.

Para as raposas, o desejo de permanecer com o novo amigo superou os instintos selvagens que tinham. Agora, elas têm um lar seguro e aconchegante para toda a vida!

Fonte


Autora
Débora Barros Gonçalves

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.
Normal