Reflexão

Idosa se recusa a vender sua casa por milhões e força shopping a ser construído em torno dela

Uma casa, muito além dos tijolos e fundamentos, é formada pela memória e afeto.Sem dúvida, são as vivências, companhias e bons momentos que fazem de um lar o melhor lugar do mundo.

É sobre esse lar repleto de boas lembranças que essa notícia aborda. Em Seattle, cidade dos Estados Unidos, Edith Macefield, idosa de 85 anos, recebeu uma proposta irrecusável: vender a sua casa por 1 milhão de dólares, para que fosse construído nas redondezas um shopping center.

Apesar de todo o dinheiro oferecido, ela recusou-se a vender sua singela casa. Os compradores foram insistentes, mas Edith recusava todas as propostas. Nenhum dinheiro a faria abrir mão de sua adorável casinha, local onde morava por muitos anos.

Muito convicta de sua decisão, não restou, portanto, outra alternativa à empresa interessada em comprar o terreno. O shopping foi construído ao redor da casa de Edith.

As fotos são curiosas e interessantes. Em meio a uma moderna e grandiosa construção, a casa de Edith chama a atenção por ser simples e charmosa.

A linda casa de Edith Macefield remete à animação ‘’Up, altas aventuras’’, da Disney. Na animação, o Sr. Frederickson viaja em sua própria casa, por meio de balões de gás, a fim de realizar o último desejo de sua esposa. A viagem é acompanhada por um doce escoteiro, que ao longo da trama, torna-se o melhor amigo daquele senhorzinho.

Assim como no filme, Edith Macefield também fez um amigo para todas as horas. Esse amigo foi o Berry, seu vizinho, que sempre ia até a casa da idosa para ver se ela estava bem ou precisando de algo.

Quando a construção do shopping começou, Berry não deixou Edith nem por um instante. Como um fiel amigo, ele garantia o bem estar de Edith em meio a toda turbulência da construção.

Os dois compartilhavam os melhores momentos e até mesmo as atividades cotidianas. Edith tinha a companhia de seu amigo para ir ao cabeleireiro, fazer compras, e algumas vezes, para ir ao banheiro, visto que a sua idade lhe conferia algumas limitações.

Infelizmente, com o passar do tempo, a saúde de Edith ficou gravemente comprometida. Devido ao desenvolvimento de um câncer, a idosa faleceu em 2008, deixando uma história de coragem, convicção e amizade.

Edith Macefield deixou a casa para o seu melhor amigo. Não haveria pessoa melhor para herdar!

Hoje, a casa recebe muitos visitantes, que são admiradores da adorável senhora. Para homenagear, os visitantes deixam preso ao portão um balão colorido, como forma de registrar a presença e trazer à memória o filme ‘’Up, altas aventuras’’.

Certamente, Edith ficaria orgulhosa de perceber que muitos são inspirados por sua história.

Mais precioso que bens materiais, é ter a companhia de um amigo e desfrutar de um lar cheio de amor.

Fonte


 

Autora
Débora Barros Gonçalves

Comentários

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.