Reflexão

Idosa se tornou mãe pela primeira vez aos 66 anos e sua filha já é adolescente. Agora ela quer outro

A vontade de ter um filho pode surgir na terceira idade. Foi isso o que aconteceu com Adriana Iliescu, hoje com 83 anos: Ela ficou conhecida em 2005 após passar por fertilização in vitro aos 66 anos.

Adriana entrou para o livro dos Recordes do Guinness por conseguir engravidar em idade avançada.

Atualmente Eliza, filha de Adriana, é uma jovem de 17 anos que está prestes a ingressar na faculdade. A menina convive com as críticas de pessoas que afirmam que sua mãe foi ” egoísta ” por querer ter filhos em idade avançada.

“ O espelho não é gentil com as mulheres, mas se estamos falando de energia, então me sinto uma jovem. Sinto que tenho 27 anos “, disse Adriana.

A vida das duas é normal, como qualquer relação de mãe e filha. Claro que, por vezes, ocorrem situações constrangedoras por conta de comentários maldosos:

“ As pessoas acham graça quando me chamam de avó (…) nunca senti os meus anos ”, enfatizou.

A polêmica ressurgiu quando a idosa declarou que deseja ter outro filho:

“ medicamente possível (…) estou bem e com saúde e acho que seria possível ter outro filho no futuro, mas não estou com pressa no momento ”.

Adriana compartilhou o conselho que deu a sua filha:

“ Sou tão apegada à Eliza (…) Não é fácil ser mãe na minha idade. Eu aconselharia minha filha a ter um filho antes dos 30 anos, mas se ela não tiver, acho que uma mulher deveria tentar ter um bebê em qualquer idade”.

fonte

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.