Reflexão

Jovem conquistou 3 diplomas universitários vendendo bolas fantasiado de ‘Quico’

Quem persiste, muito pode alcançar. Esta é apenas uma das lições que a história de Luis Alberto Quiñónez, jovem paraguaio, ensina.

Vindo de um contexto de grande escassez, Luis Alberto começou a vender bolas quando tinha apenas 13 anos de idade. À medida que o tempo passava, o jovem interessou-se em estudar em uma faculdade.

Para isso, Luis deu tudo de si nas vendas. O jovem decidiu fantasiar-se de Kiko, personagem da famosa série El Chavo (Chaves), para que pudesse chamar a atenção de seu público.

A ideia foi um sucesso. Com a sua divertida fantasia, Luis alegrou muitos e obteve um ótimo rendimento nas vendas.

Por meio de sua criatividade, carisma e muito trabalho, Luis, enfim, ingressou na faculdade de Educação. O curso rendeu-lhe o seu primeiro emprego formal, que foi como professor.

A faculdade de Educação foi apenas a sua primeira conquista. Luis buscou mais intensamente o conhecimento, e atualmente, cursa Direito e Ciências Políticas.

‘’Posso dizer que valeu a pena trabalhar do nascer ao pôr do sol” – afirma Luis.

Em seu engajamento e luta, o jovem adquiriu um olhar social bastante crítico, reflexivo e, principalmente, generoso.

Luis Alberto Quiñónez é candidato a vereador em seu município e lidera projetos de educação para jovens e crianças, além de atender os idosos da região em suas necessidades.

O estudioso rapaz declara que o seu desejo é ajudar toda a sua comunidade por meio da política.

Hoje, Luis prossegue em seu trabalho formal de lecionar e em seus estudos de Direito e Ciências Políticas. Quanto às vendas, foi possível contratar dois rapazes que ocupassem o cargo de vendedor.

Dessa forma, Luis ensina a todos que vale a pena esforçar-se para a realização de um sonho. Sem dúvidas, a sua determinação o fará sempre lembrado em sua cidade natal, uma referência para aqueles que enfrentam grandes obstáculos.

Fonte: Nation


 

Autora
Débora Barros Gonçalves

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.