Reflexão

Jovem prefere um enorme lobo de estimação a um cachorro. Se comporta como um Pet

O russo Andrey Musienko não quis adotar nem gato, nem cachorro: ele queria um animal mais “selvagem” e adotou a enorme loba batizada de Akela.
Andrey mora no norte da Rússia e nessa localidade o frio é literalmente de congelar: a região é conhecida por suas baixas temperaturas, o habitat perfeito de animais peludos – adaptados para enfrentar o frio severo.
Akela foi adotada pelo homem quando era apenas uma filhote, minúscula e indefesa, mas rapidamente a loba aumentou de tamanho e ficou gigantesca.
Se crescesse na natureza, Akela estaria empenhada em caçar e não toleraria a presença de humanos – ela veria nas pessoas uma ameaça mortal. Mas o destino do animal foi mudado e, ao longo dos anos, ela tem agido totalmente como um animal doméstico, vivendo com seu humano em comunidade.
Porém, os estudiosos da vida selvagem alertam para o risco de se manter um lobo como pet: a natureza de Akela continua sendo a de um animal selvagem. Além do risco dela se tornar imprevisível, o lobo é muito forte e difícil de conter.

Mas Andrey se recusa a acreditar nisso: o russo afirma que sua loba é sua melhor amiga. Ele a ama tanto que está transformando seu quintal em um ambiente semelhante ao que Akela encontraria na floresta.

Andrey mantém um canal no YouTube e uma página no Instagram para divulgar com outras pessoas sua experiencia lupina. Akela já tem diversos fãs espalhados pelo planeta.

Apesar das criticas que recebe, o homem acredita que Akela está feliz com a amizade entre os dois e não desejaria estar em nenhum outro lugar no mundo.

Fonte

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.