Reflexão

Menino de 8 anos se candidata a uma vaga de emprego para comprar videogame

Qual criança não quer um videogame de ultima geração? O mais comum é ver os pequenos implorando aos pais para eles comprarem brinquedos. Porém o americano Nash Johnson, de apenas 8 anos, foi mais ousado que a maioria.

O menino surpreendeu ao se candidatar a uma vaga de emprego real, em um restaurante, com o objetivo de comprar o bendito videogame.

Nash já é acostumado a realizar as tarefas domésticas em casa e receber por isso – ele ganha cerca de 5 dólares (o equivalente a R$ 25) por semana para ajudar. A mãe faz questão de pagar “um salário” a criança para ensina-ló mais sobre educação financeira, como gastar e economizar dinheiro.

Quando surgiu o desejo de comprar um videogame ele não considerou implorar a mãe, e sim ganhar o seu próprio dinheiro com trabalho. Mas o atual trabalho de Nash paga pouco e os seus 25 reais semanais não seriam suficientes para comprar o Xbox – que nos Estados Unidos é US $300 (cerca de R$ 1.597).

“Eu posso conseguir mais dinheiro se eu conseguir um emprego” declarou.

O pequeno analisou as habilidades que ele vinha aprendendo e concluiu “Sou muito bom em lavar a louça”, disse o menino em entrevista à afiliada da NBC.

Então, escondido da mãe, ele preencheu o formulário on-line para uma vaga de lavador de pratos no restaurante Drake’s, próximo da casa onde mora, na cidade de Lexington, Kentucky (EUA).

Obviamente sem experiencia ele preencheu “Este será o meu primeiro trabalho!”, ao se aplicar para a vaga.

Para obter um emprego no país é preciso ter mais de 16 anos mas isso não foi uma barreira para o determinado menino, ele encontrou uma brecha no formulário de emprego: “Ele não perguntou minha idade atual e não me perguntou quando eu nasci, então eu coloquei que eu tinha ‘menos de 18 anos’”, relatou o garotinho.

Nesh será um futuro advogado? Aparentemente ele tem talento!

Belinda Johnson é a mãe do garoto e não ficou surpresa com a ousadia do filho “Ele não tem medo de falhar. Ele é um empreendedor”, declarou.

Infelizmente o pequeno não conseguiu a vaga mas o restaurante ficou tão impressionado com a garra de Nash que surpreendeu o menino com uma camiseta da equipe e um Xbox.

“Fiquei chocado, muito chocado”, afirmou.

Porém, apesar de se sentir grato pelo presente, o que ele realmente queria ainda irá demorar para acontecer:

“Eu tenho o Xbox, mas gostaria de ter o emprego”, confessou Nash.

Fonte

© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.