Reflexão

Menino entra em livraria, pede um lápis para ir a escola e ganha uma sacola com material

Recentemente Mauricio (48 anos) dono da Livraria Dino em San Rafael, Argentina, surpreendeu a todos nas mídias sociais com a sua bela atitude.

Um garoto pobre de 11 anos entrou na livraria pedindo apenas um caderno e alguns lápis de cor conseguir estudar. Segundo Maurício, o garoto da 6° série disse que não tinha dinheiro para comprar o material da escola:

“O menino entrou e perguntou se tínhamos algum material escolar para dar, pois ele não tinha dinheiro para comprá-los e queria continuar estudando. Perguntei o que ele precisava e tudo o que ele pediu foram cadernos e lápis de cor.”

O dono da livraria, tocado pela situação diante de seus olhos, fez uma boa ação e ofereceu ao garoto todos os materiais escolares necessários para que ele pudesse estudar com dignidade.

O comerciante levou o menino até o depósito da loja e lá, escolheram uma série de materiais escolares, conforme conta Maurício:

“Nós adicionamos um lápis, uma caneta, uma borracha, um apontador, uma régua, um estojo e algumas outras coisas. Coloquei tudo em uma sacola e dei para ele. Ele ficou muito feliz, agradeceu antes de sair e foi embora.”

A história viralizou nas redes sociais

O fato é que toda esta cena era observada por um cliente na loja, que resolveu postar a história em sua rede social.

O que mais emociona, segundo o relato do cliente, é que a cada item inserido na sacola, o dono da loja perguntava ao garoto: – O que mais você precisa?

Leia o depoimento do cliente:

“Fatos que transcendem.
Por acaso, esta manhã, testemunhei um evento que nos encoraja a continuar caminhando para o lado correto.

O dono da livraria DINO (terceiro quarteirão da Rua Libertador) deixou entrar em seu estabelecimento uma criança que não pedia… dinheiro, nem comida… entrou para pedir materiais para ir à escola (literalmente palavras da criança não mais de 8 anos ) ao qual o dono do ditado local se projetou a caminho das prateleiras e encheu um saco ao som da pergunta “o que mais você precisa?”Não pude deixar de expressar minha admiração e recomendar o local onde mais eventos como este aconteceram, só que desta vez presenciei.
Tiro o chapéu para o senhor…da DINO Livraria! ”

Com mais de 11 mil likes a história viralizou na internet, gerando muitos comentários parabenizando a nobre atitude de Maurício.

Tal pai Tal filho

Após a história viralizar nas redes sociais, várias pessoas nos comentários reconheceram a Livraria Dino e mencionaram que o pai de Maurício (Dino) ajudava crianças com materiais da mesma forma que o filho.

“Desde que isso aconteceu, muitas pessoas passaram a nos mandar mensagens. Uma senhora disse que quando ela perdeu o emprego, meu pai deu materiais para sua filha. Eu mostrei para meu pai e ele chorou lendo a mensagem” contou Maurício.

O homem ainda mencionou que quando era criança, sempre via seu pai doar material escolar para as crianças.

 “Todo mundo reconhece meu pai na vizinhança e isso me deixa muito feliz e orgulhoso.”

Fonte

Fonte 2

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.