Reflexão

Pais são criticados por fazer contrato para colocar limites no uso de celular do filho

Na educação das crianças existem muitas opiniões diferentes e estilos: alguns são mais rígidos, outros, mais liberais. E o que parece perfeito para um grupo de pais, é totalmente mal visto por outro.

Foi essa divisão de opiniões que aconteceu no Twitter após estes pais compartilharem o contrato que fizeram com o filho para regular o uso do celular.

Em um trecho do contrato podemos ler:

“O celular não é seu, é da mamãe e do papai , que são os que compram e pagam pela internet . Portanto, a qualquer momento podemos pedir seu telefone e ver o que está em qualquer aplicativo . E temos que saber as senhas ”, dizia parte do texto.

Outro trecho do contrato fala sobre a instalação de aplicativos:

“A instalação de aplicações de redes sociais só pode ser realizada com a nossa prévia autorização e, se for caso disso, com as condições que estabelecemos, entre as quais pode estar a utilização partilhada da conta. A sua utilização será limitada às horas acordadas.”

Eles também definem regras para o compartilhamento mensagens:

“Encaminhar para outros amigos mensagens que cheguem até você e que sejam ofensivas para outras crianças, ou de mau gosto ou que as pessoas sejam vistas sendo feridas. Sempre e em qualquer caso, se você receber alguma dessas mensagens , você tem que nos avisar .”

Além disso, os pais proíbem a criança de usar o celular na escola e refeições:

“Essas regras se aplicam a outros dispositivos. O não cumprimento de qualquer uma dessas regras resultará na perda temporária do telefone . O descumprimento repetido significará a perda definitiva do telefone ”

O jornalista uruguaio Juan Miguel Carzolio se mostrou chocado com o contrato, dizendo se tratar de um abuso de poder dos pais e que poderia ser prejudicial aos filhos.

“Nunca, mas nunca faria meus filhos assinarem um contrato assim . De ‘o telefone pertence à mãe e ao pai que pagam’ e para baixo, tudo é pior. Abuso de poder, violação de privacidade. Falta de confiança . Não assine nada sem chamar um advogado, crianças” escreveu o jornalista na publicação.

E você, achou uma idéia criativa ou acredita que pode ser ruim para as crianças?

fonte


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentário (1)

  1. Por mais que a vida moderna seja democrática, há momentos em que vamos nos deparar com certas regras burocráticas feitas com o proposito de manter a própria democracia. Ao mostrar e aplicar certas regras na infância de nossos filhos, estaremos preparando eles para uma vida adulta mais organizada e equilibrada, sendo que nos dias de hoje, a luta pelos pais para saberem o que os filhos fazem no celular e na Internet está cada vez mais desafiadora, para isso aplicar algumas regras e de forma educativa como acredito que seja nesse caso e não de forma autoritária como em outros tempos, onde o chinelo é a cinta era a forma mais comum de educar uma criança. Por fim, o tempo da barbárie já passou, agora estamos no tempo de mostrar para nossos filhos, a verdeira realidade da vida em sociedade. Parabéns a essa pais que usaam o bom censo para educar seu filhos.

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.