Reflexão

Professora reprovou aluna que escreveu seu trabalho em linguagem inclusiva: “Obviamente ela tirou 1

O uso da linguagem neutra é um debate frequente nas mídias sociais: algumas pessoas acreditam que é uma boa medida para todos se sentirem incluídos, enquanto outras pessoas acreditam que alterar a maneira como falamos não é o caminho certo a seguir.
Recentemente a professora colombiana Sara Vanessa Cárdenas se tornou viral nas redes sociais após se declarar contra a linguagem inclusiva (que no Brasil chamamos de linguagem neutra).
A linguagem neutra é caracterizada por não dar gênero as palavras, por exemplo: a palavra “amigos” poderia ser escrita como “amigxs” ou “amiges”.
Conforme Sara relatou em seu twitter, uma aluna entregou sua redação utilizando linguagem neutra e a professora reprovou a jovem por esta decisão:
“Estava corrigindo alguns trabalhos e uma aluna me deu uma redação em linguagem inclusiva , obviamente ela tirou 1 , para recuperar a matéria ela deve fazer uma pequena exposição em língua de sinais, para que ela aprenda o que é realmente ‘inclusão'” disse a professora.
E você, o que acha dessa história? Conte para gente sua opinião nos comentários! Apenas lembre de ser gentil e respeitoso com os outros usuários 🙂

© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.