Reflexão

Sem celular e salário para ajudá-la: a educação incomum de Pink está ganhando elogios

Pink, de 43 anos, é conhecida no mundo todo como uma cantora cheia de atitude e, talvez por isso, as pessoas pensem nela como uma mãe mais largada e liberal. Porém, ela surpreendeu os fãs ao se mostrar uma mãe linha dura no documentário sobre sua vida, Pink — All I Know So Far.

Alecia (nome verdadeiro da cantora) inicialmente não desejava ter filhos e decidiu focar na carreira mas tudo mudou com a chegada de Willow Sage, sua primeira filha que hoje está com 11 anos.

“Eu realmente não queria ser mãe. Não, nunca quis, não queria ser mãe. Simplesmente não estava na minha lista. Mas então eu tive Willow e, cara, essa coisa de ‘ver seu coração sair do seu corpo’ é realmente incrível”, confessou a cantora.

Após o nascimento da menina, Pink e o marido Carey Hart tiveram o segundo filho do casal, Jameson, agora com 6 anos. No seu documentário ela deixa um estádio lotado e já se preocupa em saber como estão os pimpolhos. A cada parada da turnê, é normal ver a artista discutindo com os filhos sobre a hora de ir para o banho, por exemplo.

Pink impõe as crianças regras impopulares, como não permitir que sua primogênita tenha celular para não criar dependência à tecnologia. A imposição não agrada a menina:

“A minha filha não tem telefone, embora ela tenha me dito ontem: ‘Sabe, a maioria das crianças da minha classe, quinta série, tem telefone.’ Isso não me influencia. Eu não me importo “, declarou entrevista ao Today.

A cantora também procura mostrar aos filhos o valor do trabalho e a importância de assumir responsabilidades, “contratando” Willow para participar da turnê que fará. A menina terá um emprego nos moldes formais, pelo qual receberá um salário em troca de seu trabalho.

“Fica em torno de US$ 22,50 por show ”, declarou a cantora, explicando que o valor irá variar de acordo com a duração de cada show.

Sobre levar os filhos junto em suas turnês, Pink desabafou não conseguir ficar longe deles:

“Eu sei que é muito mais fácil para os homens, principalmente, sair pela porta e não olhar para trás. Apenas isso. Não há como uma mãe se afastar de seus bebês e não pensar neles a cada segundo de cada dia e não se preocupar, a ponto de você não conseguir dormir”.

Fonte

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.
Normal