imagem-capa.php

Sem dinheiro, pai cria fantasia com sacolas de supermercado para filha ir a festa da escola

Luciano Carvalho mostrou a todo o Brasil que, para ser um bom pai, o primeiro passo é ter interesse pelos filhos.Pai de Samira (2 anos), este homem humilde trabalha como operador de máquinas e não dispõe de recursos financeiros. Quando a escola da menina anunciou a festa e Dia das Crianças, convocou os pais para fantasiar os filhos. Luciano não tinha condições de comprar uma fantasia para a pequena Samira.
Luciano Carvalho mostrou a todo o Brasil que, para ser um bom pai, o primeiro passo é ter interesse pelos filhos.Pai de Samira (2 anos), este homem humilde trabalha como operador de máquinas e não dispõe de recursos financeiros. Quando a escola da menina anunciou a festa e Dia das Crianças, convocou os pais para fantasiar os filhos. Luciano não tinha condições de comprar uma fantasia para a pequena Samira.

Ele podia levar a filha sem fantasia alguma, justificando com a falta de dinheiro. Mas Luciano não queria que sua filha ficasse de fora da brincadeira com os coleguinhas, então, pensou em uma solução: produzir a fantasia da filha.

“A gente também estava sem dinheiro, sem condições de comprar essa fantasia. Então a gente teve essa criatividade, tanto eu como a minha esposa e a minha enteada, de fazer de sacolinhas”, disse Luciano.

O pai encontrou na internet o passo a passo de como fazer uma fantasia de princesa com sacolas de supermercado, já que Luciano não teria dinheiro para comprar outra matéria prima. Com a ajuda do mercado local, ele conseguiu as sacolas de graça e na cor desejada, rosa:

“A gente conseguiu num mercado, que a gente compra perto de casa. A gente sempre faz compra ali. Então a gente conseguiu tudo numa cor só, como Outubro Rosa, então a gente teve a criatividade por causa disso, né. Então a gente achou interessante porque já combinou com ela também, uma menina, né?”.

Como o mercado participa da ação do outubro Rosa, todas as sacolas eram nesta cor. Samira emocionou as profi’s da escolinha ao chegar com seu traje criativo:

“O pai quando entregou ela pra mim na porta, ele falou assim: ‘professora, foi o que eu consegui fazer’. Eu me contive às emoções, porque foi muito emocionante. Aí nós levamos para dentro da sala de aula e ela estava se sentindo uma princesa. Dançava, balançava naquele vestido, mexia no laço da cabeça. Estava se sentindo uma verdadeira princesa”, disse a professora Aline Dias.

A irmã da professora de Samira trabalha no mercado que cedeu as sacolas para o pai da menina. Aline enviou para a irmã as fotos da pequena com o vestido de sacolinhas, emocionando os funcionários do mercado.

“Enviei uma foto para minha irmã, que trabalha no mercado e ela mostrou pra todos os colaboradores do mercado e eles ficaram muito emocionados. Ela me ligou já, dois minutos depois, e disse que estava todo mundo emocionado e querendo saber como ajudar essa família”, declarou.

No dia seguinte a mãe de Samira, Marizete de Fátima Nascimento, foi surpreendida pela equipe do mercado: eles levaram diversos presentes para a família como comida, roupas, brinquedos e uma linda fantasia de princesa para Samira, que ficou encantada como o vestido.

“Bateram na minha porta, perguntando se era ali que morava a bebê Samira. Aí eles falaram que a equipe do supermercado tinha se organizado, tinha ficado comovido com a história e tal e tinha preparado algumas coisinhas pra ela”, contou a mãe.

O vestido de Samira não foi feito apenas de sacolinhas: ele também é feito com o amor do pai, que empenhou tempo e inteligência para fazer a filha feliz. Com certeza não existe material mais valioso no mundo.

Via: G1


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

single.php

Mensagens do Bem

Aqui tem!! Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

  • Sigam-me os bons!