Reflexão

Vovó prefere viajar pelo mundo do que cuidar dos netos e é criticada por isso

“Depois de criar três filhos, dar o sangue, suor e lágrimas por trabalhos estressantes e mal remunerados, relacionamento sem respeito, reciprocidade e o escambau, resolvi me dar prazer e alegria” declarou Josefa Feitosa.

A vovó cearense Josefa Feitosa, de 61 anos, viralizou na internet após compartilhar o seu plano de aposentadoria: viajar o mundo, conhecendo culturas, pessoas e a gastronomia dos mais diversos lugares.

Carinhosamente apelidada de vó Jô, a idosa é mãe de três filhos e avó de um neto. Ela trabalhou por muitos anos no sistema prisional brasileiro e decidiu cuidar de si mesma quando terminou sua carreira.

Vó Jô fez o plano para a sua aposentadoria sem compartilhar sua idéia com mais ninguém e pegou os filhos de surpresa, que tinham a expectativa de ter a idosa por perto.

“Eu já tinha cumprido a missão de educá-los e criá-los porque já havia passado muito tempo trabalhando para cuidar de crianças” declarou a vovó bem resolvida.

Dona Jô não é rica e, para ajudar a bancar a aventura, usou suas economias e decidiu vendeu todos os seus bens –  incluindo a casa, roupas e móveis.

Inicialmente as ações da idosa geraram nos filhos uma mistura de surpresa, raiva e saudade – que foi dando espaço ao entendimento pelo momento que a mãe queria viver.

“O usual é os filhos sairem de casa e os pais ficarem com a síndrome do ninho vazio. Comigo foi o contrário. Mas vejo que ela se reinventou: vinha sendo mãe a vida inteira, mas resolveu ser outra coisa” disse Lilith Feitosa, filha da idosa.

A idosa também fez outras declarações sobre filhos e netos. Ela acha que falta privacidade as casas das avós brasileiras e que elas não são obrigadas a cuidar dos netos. Outras avós concordam com a idosa, declarando que alguns filhos esperam que as mães estejam sempre a disposição.

“Há muita vida fora dessa caixinha que chamam de lar. Avô não foi feita para cuidar de neto” declarou vó Jô.

Fonte

Fonte 2

© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.