Reflexão

Homem foi condenado à prisão após maus-tratos que causaram a morte do cão Rubio

Dia após dia os animais ganham mais empatia da sociedade e a recente decisão histórica, que ocorreu na Argentina, segue essa tendência mundial.

Na cidade de Mar del Tuyú , no ano de 2019, um homem foi acusado de matar o cão Rubio após amarra-ló em seu veículo. De acordo com a denúncia ele amarrou o cachorro em uma caminhonete 4 x 4 e o arrastou na estrada por centenas de metros até que o animal morreu.

Rubio morava em um posto de gasolina e era cuidado por trabalhadores e clientes. O cão era muito amado pelas pessoas da cidade e seu assassinato gerou forte repúdio na comunidade local.

Em 2022 o caso foi julgado: O homem foi indiciado no caso pela Lei 14.346, que pune com até um ano de prisão quem comete “maus-tratos ou atos de crueldade contra animais”. A pena foi de 1 ano e 6 meses de reclusão.

As fontes também indicam que foi ordenado o confisco do veículo usado para cometer o crime.

Três meses após a morte do cão, em novembro de 2019, foi construída uma estátua em homenagem a Rubio. Nela tem uma placa que diz: “Em memória de Rubio, que, com sua triste partida, uniu o mundo se tornando um pilar contra o abuso de animais” .

Fonte

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.