Há 10 anos, sem falhar um dia sequer, Neusa dos Santos acorda cedo para cuidar de seus amigos caninos em um Terminal de ônibus, em Curitiba. Cansada de ver os cachorros abandonados, passando fome e frio, Neusa decidiu que precisava fazer alguma coisa.

Ela não tinha como levar os bichinhos pra casa, então, resolveu tratar deles ali mesmo. Para proteger os cachorros do frio improvisou camas com pneus velhos. Neusa também leva seus amigos para casa, dá banho e faz passeios diários.

“Eu tinha que fazer alguma coisa. Alguém tinha que tomar uma atitude. E eu acho que essa missão era realmente minha. Hoje eu sou outra pessoa” diz Neusa.

Os cachorros (Pitoco, o Max e o Zóinho) no início formavam uma turma de 10 focinhos, mas tiveram baixas no grupo:

“Quando eu comecei a acolher os animais eram dez. Agora, estamos só com três. Alguns foram adotados, outros morreram atropelados, infelizmente” conta.

Neusa também desabafa, conta já ter visto cenas de maus-tratos que são de cortar o coração:

“O Pitoco, por exemplo, perdeu a visão do lado esquerdo porque levou um chute de um passageiro. Muito triste, tá louco”.

Mas assim como Neusa, tem muita gente do bem no mundo, que percebeu tanto amor e carinho!  Funcionários do terminal e passageiros também ajudam a cuidar e a proteger os cãezinhos:

“Eu admiro demais o gesto da Neusa com os cães. Hoje em dia a gente não vê esse amor e essa atenção com os animais em qualquer lugar. Em diversos terminais de Curitiba o que se vê são animais largados, maltratados. Então, quando a gente se depara com uma cena dessa, dela trazendo todos os dias pela manhã o alimento, é uma coisa que não tem preço. Ela é um exemplo”, disse o vigilante Robson Santos Guimarães.

É ou não é uma história que merece ser compartilhada e copiada por muita gente? Os cachorros desse Brasilzão agradecem  

Fonte


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags: