Reflexão

3 dicas para fazer amizades na fase adulta

Fazer amigos na fase adulta é muito difícil, todos têm diversas responsabilidades e preocupações. Assim, ficamos tão presos às obrigações cotidianas que não sobra tempo para quase nada.

Fora que os relacionamentos adultos são pautados por interesses, então aquela amizade durante a infância de passar a tarde inteira rindo e brincando fica só na lembrança.

É, esses tempos não voltam mais. Porém, é possível sim, estabelecer conexões genuínas, dividir as alegrias, tristezas e sonhos mesmo entre adultos.

Para ficar mais fácil, conheça estas 3 táticas baseadas no livro Como fazer amigos e influenciar pessoas de Dale Carnegie.

1. Encoraje a pessoa a falar sobre seus interesses

Iniciar uma conversa muitas vezes é um desafio, principalmente em ambientes que nos sentimos deslocados, fora da nossa zona de conforto.

Para sair da situação constrangedora, a primeira coisa que fazemos é pegar o celular e tentar se distrair.

No entanto, você pode usar este momento para criar uma nova amizade. A dica é: observe os interesses da pessoa.

Por exemplo: você está no ônibus e percebe que tem como companheiro de viagem sempre a mesma pessoa.

Se ela parecer bacana e você notar que ela veste uma camisa com referência a determinada série que você assiste, uma dica para começar a conversa é: “Oi! Você gosta da série X né? Eu também assisto essa série, sabe quando vai estrear a próxima temporada?”

Mesmo pessoas tímidas gostam de falar sobre os seus interesses, então esta é uma boa maneira de puxar papo.

Mas lembre-se: não seja inconveniente! Antes de fazer a sua abordagem fique atento aos sinais. Por exemplo: se a pessoa está com fones de ouvido é bem provável que ela não queira ser interrompida.

Também se você fizer uma pergunta do tipo: “O que você acha do personagem tal?” E a pessoa responder com um “Ok”, provavelmente ela não quer conversar.

2.Seja um bom ouvinte

É fácil perceber quando uma pessoa não está entusiasmada com uma conversa. Ela parece distraída, com o olhar vago, não demonstra reação às suas palavras. Ou pior, sempre arranja um jeito de falar sobre si mesma.

Um erro comum ao conhecer alguém é pensar que ele gostará de você ao se impressionar com a sua vida e personalidade, então você faz um monólogo sobre si mesmo. Mas a verdade é que nos encantamos pelo oposto: ouvir é bem mais eficaz.

Por exemplo: se um colega de trabalho acabou de voltar de férias, escute com atenção ele contar as histórias da sua viagem ao Rio de Janeiro, mesmo que você já tenha visitado.

As pessoas não resistem a uma plateia interessada, então se você fizer isso é bem provável que já ganhe um espaço no coração do seu colega.

3.Faça elogios sinceros

Como acredito que deu para perceber, um dos primeiros passos para criar uma amizade é demonstrar interesse genuíno pelas pessoas e pontuar as suas qualidades.

Afinal, as pessoas se sentem bem quando são reconhecidas e apreciadas. E elogiar é uma ótima maneira de conseguir isso. Porém, para que esta tática funcione, o comentário deve ser verdadeiro.

Lembro de uma cena do filme Orgulho e Preconceito (2005) em que um dos personagens durante o jantar começa a engrandecer o preparo das batatas, o elogio soa tão falso que chega a ser engraçado.

Então ao elogiar alguém troque frases genéricas como: “você está muito bonita hoje” para destacar o que você verdadeiramente achou bonito como:  “o que você fez no cabelo? Está ótimo” ou “que roupa linda! Combinou muito com você”.

Desta maneira será bem mais fácil criar um vínculo de amizade com essa pessoa.

Fonte: Livro – Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – Dale Carnegie.


 

Autora
Lúcia Pego dos Santos

Tags:
single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.