Reflexão

3 frases que colocam limites em pessoas abusadas sem perder a elegância

Pessoas abusadas existem em todos os lugares, parece até que elas dão em árvores do abuso. O abusado convenientemente se esquece de pensar nas necessidades do outro e foca só nos próprios desejos. Para falar a verdade, vez ou outra, todo mundo acaba cometendo um abusinho sem perceber mas existem aquelas pessoas que tem essa “malandragem” como filosofia de vida. 
Nem sempre essas pessoas são más, apenas autocentradas. Então, como colocar limites em quem olhou muito “Pica Pau” na infância e quer vir com malandragem para cima de você sem criar inimizade? Basta testar essas 3 frases 😉

1. “Mas aí a gente resolve o seu problema e fica outro problema para mim”

Ahhh o abusado ama pedir favores para resolver os próprios problemas pouco se importando com o transtorno que causará na vida dos outros. Tem vezes que o abuso é tanto que a pessoa nem percebe o absurdo que está te pedindo. Então, que tal lembrar a ele(a)?

Por mais que alguém seja egoísta ninguém irá assumir publicamente isso; usando a frase acima você coloca o abusado numa saia justa, mostrando a ele que o que ele está te pedindo causará um novo problema para você. Como ele irá insistir sabendo dos transtornos? Fica feio para ele/ela. E o melhor: você colocará limites sem acusações, brabeza ou irritação.

Uma idéia é dizer esta frase com um tom de brincadeira, para deixar o clima descontraído.

2. “Eu também quero, e agora?”

Quem nunca teve um amigo abusado que chega na sua casa e pede suas coisas sem a menor cerimônia? O cúmulo do egoísmo, é verdade, mas você pode negar sem criar aquela torta de climão!

A frase acima lembra a ele/ela que se você tem determinado objeto é porque também quer aquilo para si e não faz o menor sentido passar adiante.

3.  “Entendo, só que para fazer isso eu preciso de 2 dias”

Outra situação muito comum com pessoas abusadas e sem consideração pelo próximo é usarem essa malandragem:

Os malandros deixam tudo para a última hora e depois querem exigir de você pressa e urgência em coisas que muitas vezes nem te dizem respeito. Afinal, se a pessoa tinha um prazo a cumprir, que tivesse te pedido antes. A culpa pelo atraso é todinha dela, mas ela tentará malandramente transferir a responsabilidade para você.

Isso é legal? Não. Isso é justo? Nem um pouco. Então, já que bater é crime, o que fazer?

Seja firme. Se, por exemplo, você precisa de 2 dias para fazer determinada tarefa e a pessoa quer para hoje, mantenha os 2 dias deixando claro que esse é o tempo necessário, afinal, você não faz mágica. E nem vai trabalhar até mais tarde só para consertar a irresponsabilidade dos outros.

Falar um “entendo” mostra que você não é indiferente a necessidade da pessoa, apenas não pode fazer o que ela está pedindo.

Também não dê maiores explicações: Você não precisa se justificar, não está fazendo nada de errado. Lembre-se sempre que o “peixe morre pela boca”.


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentários (5)

  1. Adorei as dicas!!!
    A matéria com certeza foi inspirada no meu melhor amigo, pensa num bicho folgado e manipulador. Mas como vcs mesmo disseram, bater não podemos. Kkkkkk
    Abraços

  2. Que classe passei da fase dos malandros (as) foi horrível quando quer agradar a todos e quando precisa cadê? 😘😘😘😘🧐🧐🧐

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.