Reflexão

3 truques psicológicos para ser querido pela maioria das pessoas

Quer conquistar as pessoas ao seu redor e manter uma relação cordial com quase todo mundo? Existem comportamentos que cativam as pessoas sem precisar abrir mão da sua personalidade ou ser falso, espia:

1. Mostre que você se importa

Poucas coisas são mais poderosas para conquistar a simpatia de alguém como mostrar que você se importa com aquela pessoa. Basta a gente pensar como nos sentimos felizes quando alguém se mostra empático aos nossos problemas e magoados quando um amigo deixa claro não ligar a mínima para o que acontece conosco.

Mas então, devemos fingir que nos importamos com os problemas alheios mesmo quando isso é mentira?

Não! Meu conselho é: nunca seja falso, isso não é moral e nem mesmo inteligente. Você pode até conseguir “enganar” as pessoas por um tempo mas, a longo prazo, elas irão perceber a verdade dos seus sentimentos.

Na realidade é muito fácil se importar com as pessoas e demonstrar isso sinceramente. A primeira coisa é escutar com a intenção de entender, não julgar (e aqui você já estará fazendo parte de uma seleta minoria). A segunda coisa é se colocar no lugar do outro, pensando que se você fosse aquela pessoa e com o mesmo contexto dela (educação, classe social, gênero, faixa etária…) como você sinceramente se sentiria.

Às vezes escutar com atenção e falar só um “entendo” já é o bastante.

E lembre-se: Você não precisa concordar com as atitudes da pessoa para entender como ela se sente e se importar com o sofrimento dela.

2. Incentive as pessoas a falarem dos seus interesses

Quer criar uma conexão imediata com alguém? Então, se interesse pelos assuntos da pessoa em questão: Você conquistará em 1 semana muito mais amigos se interessando pelas pessoas do que em 1 ano tentando fazer as pessoas se interessarem por você.

E para isso não é necessário um interrogatório, perguntas banais são o bastante para descobrir do que a pessoa gosta. Por exemplo:

A minha avó era um pessoa muito sábia, admirada e boa, porém, fechada. Várias pessoas da família tentavam puxar assunto com ela e reclamavam que era difícil a fazer falar. Mas a verdade é que todos iam até ela para falar mais de si do que saber dela.

Porém eu tinha uma carta na manga pois descobri que a minha avó tinha uma paixão: Sua criação de galinhas. Esta mulher, que criou todo um patrimônio, se sentia realizada cuidando das penosas e importante por fornecer estes ovos para toda a família.

Então, nas minhas frequentes visitas, eu fazia as perguntas mais cretinas a respeito da criação de galinhas. Ela me olhava faceira e explicava tudo: a couve que ela dava para as galinhas, o milho, como ela fazia para criar os bichos sem ração. Falava também das peripécias das galinhas, sobre as que voavam e fugiam para comer as verduras dela e de como ela corria atrás das rebeldes. Uma vez, com muita alegria, ela disse:

“Minha neta, você não sabe nada sobre galinhas.”

Percebi como a minha ignorância “galinistíca” a deixava realizada para me dar aulas sobre este assunto.

Até descobri coisas interessantes, porém, estas informações não significavam nada para mim. Mas a alegria da minha vó ao contar suas aventuras com as galinhas sim, significava tudo. E esta era a porta de entrada para saber mais sobre esta mulher tão interessante e fortalecer a nossa amizade, que foi forte até o dia de sua morte.

3. Aproxime-se fisicamente da pessoa

Nosso corpo fala e esta linguagem é interpretada subliminarmente pelo cérebro das pessoas. Este é um dos motivos pelo qual simpatizamos ou antipatizamos com os outros antes mesmo de trocar uma só palavra. Então, a lógica é clara: de tudo que eu gosto eu me aproximo e de tudo que desgosto, me afasto.

Por isso é poderoso se aproximar das pessoas fisicamente. Assim, a pessoa vai interpretar que você gosta dela e terá uma tendência muito maior para gostar de você.

Mas atenção: Procure se aproximar das pessoas pela lateral se colocando ao lado, de igual para igual, para que elas não se sentiam invadidas. Aproximar-se pela frente já causa o efeito oposto, é intimidador pois gera a sensação de confronto.

Após se aproximar, busque estabelecer um contato físico, como encostar no braço da pessoa. Apenas fique atento para não cometer excessos e manter o contato natural.


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentários

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.