imagem-capa.php imagem-core_mob.php
Reflexão

5 passos simples e inusitados para ser mais produtivo e organizar o seu dia

Quem está esperando um texto recheado de dicas óbvias como “faça uma lista de tarefas” irá se surpreender. As dicas abaixo foram retiradas do livro “Trabalhe 4 horas por semana”, onde o autor defende a filosofia do “menos é mais”: o melhor jeito de aumentar a sua produtividade é enxugando tudo que é desnecessário.
Abra a sua cabeça e vem com a gente nesta reflexão:

1. Procure ser produtivo, e não ocupado

A pergunta a ser respondida é bem simples, mas dolorosa: Eu estou inventando tarefas para me sentir ocupado e procrastinar o que é importante?

Parece loucura mas este hábito é tão comum que nem percebemos. Para nos sentirmos produtivos, inventamos pequenos trabalhos compulsivos e irrelevantes e evitamos aquelas tarefas importantes, mas aparentemente difíceis.

Afinal, de que adianta realizar muitas tarefas irrelevantes? Fazer menos mas encarar o necessário e difícil trará mais resultados para a sua vida.

Este pensamento pode ser aplicado em todas as tarefas, sejam elas profissionais, domésticas ou relacionais. Coloque um lembrete no seu celular, na sua lista de tarefas ou geladeira com a seguinte pergunta: “Estou sendo produtivo ou só ocupado?”

2. Aceite: Fazer bem o que não é necessário é perda de tempo

Fazer bem algo desimportante não o torna importante

É como alguém bater muito bem a massa de um bolo a mão possuindo uma batedeira na cozinha que entrega o mesmo resultado, com menos tempo e esforço. A massa pode ter sido batida com perfeição mas o trabalho ainda continua sendo desnecessário.

Fazer menos trabalho inútil não deve ser visto como preguiça, e sim uma escolha inteligente de tempo. Isso é difícil para a maioria das pessoas aceitar, porque nossa cultura tende a recompensar o sacrifício pessoal em vez da  produtividade.

3. Use a “Lei de Pareto” a seu favor

A Lei de Pareto é muito usada na economia e administração de empresas. Ela afirma que aproximadamente 80% dos efeitos vêm de 20% das causas. Por exemplo:

20% dos cientistas realizam 80% das descobertas científicas.

20% dos esportistas participam de 80% das grandes competições

20% dos vendedores conseguem 80% do faturamento das empresas.

Ou seja, 80% dos resultados são produzidos por 20% do trabalho.

Seguindo esta regra você poderá analisar as atividades do seu cotidiano e se dedicar apenas as 20% que lhe trarão resultados grandiosos.

4. Trabalhe com prazos

Você lembra quando estava na época da escola e tinha um trabalho para entregar? Mesmo com prazo curto, conseguia fazer a tarefa, ás vezes melhor do que os trabalhos feitos com mais tempo.

Isso acontece porque agimos com mais rapidez e praticidade sob pressão. Quando temos todo o tempo do mundo o desimportante se torna importante: ficamos perdidos procrastinando, enrolando antes de começar o trabalho duro.

Identifique as tarefas prioritárias para a sua missão e estabeleça prazos para cumpri-las.

5. Planeje seu descanso

Aceite: Interesse e energia são cíclicos.

Alternar períodos de descanso e atividade é fundamental. Pouco descanso é tão ruim quanto muito descanso: é preciso separar um tempo para relaxar. Após o descanso, enxergamos os problemas por um olhar diferente, menos catastrófico e mais objetivo. O descanso também aumenta a produtividade.

Que tal reservar um momento bacana para si todos os dias? Cada número no calendário é importante, afinal, é a nossa vida que está passando. Todo o dia é dia para ser feliz 🙂

Agora, mãos a obra!!


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentários

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

  • Tenha um
    Bom Dia!
  • Tenha uma
    Boa Tarde!
  • Tenha uma
    Boa Noite!
© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.