Reflexão

Aprenda a identificar narcisistas por meio destes 5 sinais

Um narcisista patológico é aquele indivíduo que “se acha a última bolacha do pacote”, só os interesses dele importam e seu “egoísmo” acaba impactando profundamente na autoestima de todas as pessoas que estão em seu círculo social (principalmente os mais íntimos).

O narcisista possui o transtorno de personalidade Narcisista com base no Manual Diagnóstico e Estatístico de Distúrbios Mentais (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, DSM) e este diagnóstico só pode ser feito por um psicólogo. Porém, isso não significa que precisamos ficar totalmente alheios aos sinais deste transtorno: A Dra. Ana Beatriz Barbosa e a Dra. Taryana Rocha explicam em seus respectivos canais do youtube  traços que te ajudam a identificar um Narcisista.

“O narcisista tem relações muito vazias, muito rasas. Porque ele não troca afeto. Ele te trata muito bem no início (pode ser homem, pode ser mulher) mas para que você vire um fã dele, para que você dê a ele esse reconhecimento que ele quer” declarou a Dra. Ana Beatriz Barbosa no vídeo ao final da matéria.

Aqui no Refletir nos separamos cinco sinais reveladores, apontados pelas profissionais, para você ficar esperto.

1.É invejoso(a)

Na cabeça do narcisista ele é o melhor e só ele merece o melhor, enxergando o outro como inferior. Nesta lógica distorcida todos que possuem coisas bacanas despertam a cobiça do narcisista pois estas pessoas estariam “roubando” isso dele.

Então, se prepare para ver esta pessoa ignorar/minimizar as suas conquistas, difamar/menosprezar aqueles que conseguem grandes feitos e aproveitar o momento de glória alheia para transferir a atenção para si mesma.

2.Só os assuntos dele(a) são importantes

Quando se tem uma relação mais íntima com um narcisista, você corre o risco de se tornar um eterno ouvinte: parece que só os assuntos dele importam…e, na verdade, é isso mesmo que ele pensa. Caso você ouse falar da sua vida, você pode ser constantemente ignorado e se sentir desimportante, inadequado por falar de si (aliás, o sentimento de inadequação é constante na convivência). A longo prazo a autoestima vai minguando,  você se percebe anulando as suas próprias necessidades por entendê-las como irrelevantes. Quem está totalmente seduzido por esses vampiros emocionais pode passar a viver a vida do outro e esquecer de si.

“Se você vai desabafar alguma coisa ele (o narcisista), ele não ouve ou então ele fala assim ‘não, mas isso aí que você passou é fichinha. Eu já passei por isso, isso, isso…’É uma competição sempre pelo holofote” declarou a Dra. Ana Beatriz Barbosa.

3. A culpa é sempre dos outros

Como o narcisista se entende como perfeito, é óbvio que na sua percepção ele não comete erros. Porém, os erros existem e com certeza são “obra” das mentes incompetentes ao seu redor.

Mesmo que o erro é do narcisista seja claro, ele dará um jeito de transferir a culpa para o outro dizendo coisas como “você me fez fazer isso” ou “eu fiz isso por culpa sua que fez aquilo”.

Se você insistir em confrontá-lo, ele ainda fugirá do assunto apontando algum outro erro do passado ou te acusando de “exagerar” e fazer tempestade em copo d’água.

4. Ele(a) costuma invalidar seus sentimentos

Narcisistas fazem o famoso Gaslighting, que basicamente é usar de jogos emocionais para invalidar a percepção da realidade do outro e, com isso, conseguir desrespeitar limites saudáveis de convivência ou minar a autoestima ( deixando a vítima mais vulnerável para manipulação).

Por exemplo: o narcisista te humilha e depois quando confrontado com o erro, acusa você de ser “sensível demais” ou diz nunca ter falado as coisas que você tem certeza que ele falou, te pintando como “louco”.

Essa tática de confusão tem por objetivo deixar a pessoa em dúvida do que realmente aconteceu, a impedindo de ter consciência do abuso.

5. Você se sente miserável ao lado dele(a)

Imagina alguém que faz você se sentir errado, culpado, inadequado, invalida seus sentimentos e suas necessidades – impossível não se sentir mal ao lado deste ser humano. É como se o seu “eu” interior morresse pouco a pouco por se anular, sempre tentando se adaptar às exigências do narcisista.

Mas, se o narcisista provoca sentimentos tão ruins, porque  muitos de nós ficam perto deles? A Dra. Taryana Rocha explica que isso vem do morde e assopra praticado pelos narcisistas – quando uma pessoa alterna seu comportamento entre momentos bons e momentos de abuso e negligência:

“Isso sabidamente cria uma espécie de dependência química dentro da pessoa que está recebendo esse morde e assopra de forma que ela fica tão confusa quando vem os períodos de negligência e abuso que ela fica muito ansiosa para que os bons momentos cheguem logo. E quando eles chegam, ela sente um alívio tão grande que o sistema neurológico dela interpreta aquilo como uma bomba de êxtase. Isso cria um ciclo, dentro do sistema dela, onde ela vai ficando cada vez mais dependente e ansiosa pelos bons momentos.”

Por isso é fundamental dar atenção para seus próprios sentimentos e sensações, percebendo como se sente na presença de cada pessoa. Os sentimentos são um alerta quando algo faz mal. Fique atento, confie nos seus instintos!

Fontes:

Tags:

Comentários

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.