imagem-capa.php
Reflexão

O segredo da minha avó para ser muito produtivo

A minha avó era a pessoa mais produtiva que eu conheci. Ela acordava cedo sempre diligente, o tipo de pessoa que não podia ver louça na pia que lavava imediatamente. Ela não sabia fazer corpo mole para nenhum trabalho.

Essa energia fez com que ela abrisse seu próprio negócio e, de uma colona sem comida na mesa, ela conseguiu um padrão de vida confortável para a sua família. Todos que tiveram a oportunidade de conviver com ela nutriram admiração pela força e determinação de uma mulher que mudou o destino dos filhos com trabalho e astucia.

Na adolescência eu era o oposto da minha avó: meu temperamento melancólico, aliado a falta de objetivos, me tornavam parada. Eu olhava para minha avó, muito mais velha que eu, e me envergonhava.

Tentando aprender com ela um dia perguntei qual era o segredo para tanto resultado. A resposta, como tudo que é certo, foi simples “faço o que precisa ser feito minha neta”.

Na hora em que escutei isso não entendi a sabedoria da frase e confesso ter achado uma resposta bem sem graça. Afinal, sempre pensamos que nossos heróis possuem segredos bombásticos para fazer o que fazem. Foi com o passar dos anos que entendi a filosofia da minha sábia avó que, apesar de ter estudado só até a quarta serie, era uma das pessoas mais inteligentes que conheci.

Pois qual não foi a minha surpresa ao ver o vídeo do Prof. Pedro Calabrez, Doutor em Ciências (Ph.D) em Psiquiatria e Psicologia Médica, onde ele explica um método para mudar de vida baseado na ciência…e este princípio é o mesmo ensinamento da minha avó?

O Professor explica que a chave para alcançar resultados é fazer o que você precisa fazer antes de ter vontade de fazer:

“Tem muita gente que espera dar vontade de mudar para agir e transformar sua vida. Por exemplo: a pessoa espera dar vontade de ir para a academia para levantar a bunda do sofá e ir se exercitar. E o cérebro humano é preguiçoso, ele não gosta de gastar energia. Então, as nossas vontades costumam ser referentes a coisas muito imediatas, a coisas que trazem recompensa e prazer imediato. A vontade costuma ser ficar no sofá, assistir o seriado, assistir a novela, comer uma besteira (que é prazeroso). Acontece que em todas as grandes coisas da vida nós precisamos lutar contra essas vontades imediatas e enxergar um benefício maior no futuro.” disse o professor no vídeo ao final da matéria.

A minha avó fazia as coisas indiferente do que era mais confortável, ela não perdia tempo lamentando: fazia o que precisava ser feito de forma ágil e objetiva. E partia para a próxima tarefa.

Apesar de não adquirir o conhecimento acadêmico, ela aprendeu as lições na prática respondendo a pressão de abrir o próprio negócio e a necessidade de sustentar 7 filhos.

Desde adulta busco seguir este ensinamento da minha falecida vó e vou te contar que nem sempre é fácil, mas funciona. O hábito produtivo se torna um saudável ciclo vicioso.

Não deixe o ensinamento desta nobre velhinha morrer, aplique na sua vida e veja se funciona para você também 🙂

Vídeo do Prof. Pedro Calabrez:


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentário (1)

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

  • Tenha um
    Bom Dia!
  • Tenha uma
    Boa Tarde!
  • Tenha uma
    Boa Noite!
© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.