imagem-capa.php
Reflexão

Por que algumas pessoas conseguem mudar radicalmente de vida?

Com certeza você já viu casos de pessoas que possuíam uma história triste e difícil mas que, de uma hora para a outra, conseguiram dar uma grande guinada em várias áreas da vida. Qual será o segredo destas pessoas?

No livro O Poder do Hábito, de Charles Duhigg, o autor joga luz a este fenômeno: através de pesquisas e estudos de caso podemos entender melhor o que acontece na rotina destas pessoas. E o segredo está aí: na rotina.

Somos seres de hábitos

A neurociência explica que a vida é governada por hábitos: pequenas ações que repetimos diariamente sem perceber são as maiores responsáveis por nosso destino. Como dizia a sabedoria da sua avó “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”.

Pensamos apenas nas grandes decisões e esquecemos as escolhas “bobas” e corriqueiras que serão repetidas dia após dia. Para você ter idéia cerca de 40% de nossos dias são regidos por hábitos, estimativa que o autor fez no livro. Portanto, de 10 dias que você vive, 4 dias são apenas no piloto automático.

Os hábitos existem para economizar energia e nos poupam de pensar em cada detalhe do que precisamos fazer. Energia é um recurso limitado e, por essa razão, nossa sobrevivência depende de hábitos.

Basta lembrar de todas ás vezes em que você fez o caminho da sua casa: imagina precisar pensar em cada detalhe do trajeto como se fosse a primeira vez, não seria um inferno? Hábitos são úteis.

Ok, mas e daí?

Todos temos em nossas rotinas Hábitos Angulares, os maiores responsáveis pelo nosso estilo de vida.

Estes hábitos são capazes de desencadear uma série de reações no modo como cada pessoa organiza sua própria vida. Um bom exemplo de um hábito angular é o exercício físico. Quando começamos a nos exercitar regularmente, mudamos outros comportamentos que não estão relacionados à atividade física. Passamos a comer melhor, levantar da cama mais cedo e, segundo estudos relatados no livro, trabalhar mais.

Para ilustrar com perfeição como hábitos angulares funcionam Charles Duhigg cita o caso de Paul O’Neill. O’Neill foi escolhido para dirigir a Alcoa, a terceira maior empresa de alumínio do mundo. No discurso de posse O’Neill anunciou a prioridade de sua gestão: Segurança no trabalho.

Os investidores ficaram perplexos: era esperado que o foco do novo diretor fosse a expansão da empresa. Seria uma piada?

Um investidor que ouviu o discurso de O’Neill contou ao autor do livro o que pensou naquela ocasião:

“A diretoria pôs um hippie maluco no comando e ele vai afundar a empresa”.

A descrença foi geral.

Mas em menos de um ano os lucros da Alcoa atingiram uma alta recorde.

Vamos entender porque:

Para evitar acidentes no trabalho uma cultura de excelência e obediência às regras foi criada.

Para que essa cultura continuasse de pé, era preciso uma melhor comunicação dentro da empresa.

Para que tudo corresse conforme o desejado, era preciso que as pessoas colaborassem e confiassem umas nas outras.

Para evitar acidentes foi preciso entender porque os problemas aconteciam, revisar procedimentos e tornar o os processos mais fáceis e simples.

A Alcoa se tornou uma das empresas mais seguras do mundo, ainda que atuando em uma área perigosa. Funcionários mais seguros faltam menos e produzem mais.

Este é um exemplo prático do poder dos hábitos angulares: uma mudança gera o efeito cascata para desabrochar outras mudanças.

Os hábitos angulares não são exclusivos das empresas: O nadador Michael Phelps ( ele conquistou trinta e sete recordes mundiais) é mencionado no livro como alguém que utilizou hábitos angulares desde o início de sua carreira.

Com este conceito conseguimos entender porque algumas pessoas, mesmo sem apoio de amigos e familiares, começam o hábito da caminhada por exemplo e, em seguida, passam a se alimentar melhor, ficam mais bonitas e aumentam suas posições no trabalho.

Vou compartilhar minha experiência pessoal com você: Faz aproximadamente 2 anos em que descobri um hábito angular antes mesmo de saber o que era isso.

Sempre quis ser o tipo de pessoa idealizada que acorda cedo, mantém uma dieta saudável, rotina de exercícios físicos e produtividade alta mas sempre que eu tentava implementar esta rotina, apesar da empolgação inicial, fracassava miseravelmente. Pensava ser impossível, porém, via outras pessoas conseguindo e me deprimia com minha incapacidade.

Meus hábitos mudaram quando me identifiquei com a alimentação natural e comecei a cuidar da saúde com obsessão. Após este acontecimento, aos poucos, atingi meus objetivos: hoje acordo entre 5h e 5:30 da manhã, conquistei bons resultados no trabalho, me alimento direito e faço exercícios todos os dias. O mais irônico nesta situação é que eu era conhecida pelos amigos e familiares por ser dorminhoca e “dormir mais que a cama”.

Cuidar da saúde com afinco foi o meu hábito angular. Encontrei motivação e propósito para fazer outras coisas que eu sempre quis fazer.

Quando alguém descobre seus hábitos angulares consegue promover uma mudança profunda, duradoura e geral na própria vida.

Que tal fazer uma lista com o que podem ser os seus hábitos angulares e testar essa técnica? 😉


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentários

* Pergunta anti-Spam,

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php

Mensagens do Bem

Que tal se inscrever na nossa news e receber mensagens transformadoras em primeira mão, no seu email?

  • Tenha um
    Bom Dia!
  • Tenha uma
    Boa Tarde!
  • Tenha uma
    Boa Noite!
© 2019 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.