As caixas tem 3 vantagens: diminuem a mortalidade infantil, são um símbolo de igualdade social e tornam as mamães finlandesas as mais felizes do mundo!

Essa é uma tradição finlandesa com mais de 80 anos. Você sabe como funciona?

Cada nova mamãe ganha do governo, gratuitamente, uma caixa com roupas, um saco de dormir, produtos de banho, fraldas, roupas de cama, brinquedos e um pequeno colchão. A idéia é que o colchão seja colocado no fundo da caixa e se torne o berço do bebê.

aitiyspakkaus_2015-1

UMA TRADIÇÃO QUE FAZ BEM PARA O BEBÊ

Para nós, pode parecer estranho colocar um bebêzinho em caixas de papelão mas essa prática diminuiu muito o índice de mortalidade infantil do país. A 80 anos atrás, a Finlândia era pobre e a mortalidade infantil alta ─ 65 em 1.000 bebês morriam. No entanto, os números melhoraram com o uso do kit.

Com essa simples atitude, os finlandeses, já na década de 1930, estimularam junto à população um hábito que a Academia Americana de Pediatria recomenda hoje para médicos do mundo inteiro: colocar a criança para dormir no berço (no caso, na caixa), e não na cama com os papais.

– Dormir com os pais é fator de risco para morte súbita, porque o bebê pode se sufocar com lençol, coberta ou travesseiro, ou porque os pais estão cansados e se movimentam na cama. Além disso, o colchão que vem na caixa finlandesa é bem fino. Quanto mais liso o colchão e menos objetos houver no berço, menor o risco de bloqueio das vias respiratórias – explica Alexandre Fiore, pediatra neonatologista do Hospital São Lucas da PUCRS.

Mais um motivo que contribui para a saúde dos bebês: As mamães que ganham a caixa se comprometem em fazer o pré natal.

“A nova lei diz que para receber o kit ou o dinheiro, as gestantes têm que visitar um médico ou uma clínica pré-natal municipal antes do quarto mês de gestação,” disse Heidi Liesivesi, que trabalha no Kela, o Instituto de Seguro Social da Finlândia.

UM COMEÇO DE VIDA IGUAL, INDEPENDENTE DE CLASSE SOCIAL

Toda a grávida ganha este presente do governo, indiferente da classe social. Elas podem escolher entre a caixa ou uma ajuda em dinheiro (140 euros) mas 95% das gestantes escolhem a caixa, que vale muito mais. Várias famílias teriam dificuldades de comprar o conteúdo da caixa, se não fosse de graça.

O kit é um símbolo social do país, um rito de passagem para as mamães e bebês terem mais segurança, conforto e igualdade. 

Fontes: BBC, ZH


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Tags:

COMENTÁRIOS

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

* Pergunta anti-Spam,