Reflexão

Minimalismo: 22 coisas que não compro mais

Lá vou eu escrever mais um artigo sobre minimalismo e apanhar muito kkkkk Nesses artigos sempre encontro 3 tipos de pessoas:
  1. As pessoas que buscam novidades e reagem positivamente a idéias diferentes;
  2. As que gostam só de algumas idéias ou desgostam de todas as idéias mas dão a sua opinião com educação e não criam caso;
  3. E as que ficam muito revoltadas por não gostarem das idéias, me ofendem e se descontrolam porque acham que estou questionando o estilo de vida delas.
Bem minha gente, com certeza você NÃO vai concordar com tudo que está aqui porque eu tenho meu próprio estilo de vida e necessidades.
Eu também não concordo com todas as dicas de outros artigos de minimalismo mas não me irrito com quem os escreve porque entendo que cada um é único.
Por exemplo: a maioria dos minimalistas acham relógio de pulso e livros físicos inúteis e eu tenho ambos. Dificilmente ando com celular, por isso o relógio de pulso é útil. Além disso, o relógio confere um estilo mais sério ao visual (e gosto disso). Já o livro físico, trabalho no computador o dia inteiro e na hora de ler prefiro o papel a qualquer tela brilhante.
Então, cada um tem suas necessidades. Veja se tem algo de útil para você e, se não tiver, tá tudo bem. Para mim funciona mas para você pode ser impraticável. Relaxe!
Bora pra lista:

1) Toalhas de mesa

Eu uso jogos americanos. Tenho apenas dois jogos: um jogo de plástico bem fácil de limpar (para o dia a dia) e outro de linho. Uma vez por semana faço um jantar fresco na minha casa e, nesse momento, me faz feliz usar a segunda opção. 

2) Potes de vidro para temperos, chás, castanhas, etc…

A marca de óleo de coco Copra vem em potes de vidro com um desenho bonito. Tiro os rótulos e uso esses potes para guardar mantimentos.

3) Sucos

Não quero consumir açúcar e bebidas doces, mesmo as naturais, continuam “viciando” o paladar. Se estou com sede nada melhor que água.

4) Agendas

Eu sou obsessiva com organização e agendas são ótimas ferramentas, porém, são vendidas a preços bem salgados. Mesmo assim, estava disposta a gastar meu “rico dinheirinho” comprando agendas mas não achei NENHUMA exatamente como eu queria. Por isso, comprei um caderno grande e comecei a fazer minha própria agenda.

Todo ano imprimo vários planners gratuitos desse site e colo no caderno. Outras folhas deixo as do próprio caderno para anotações livres. Fica ótimo, 100% personalizado e com um histórico dos anos anteriores.

5) Academia

Eu malho no mínimo 3 vezes por semana mas aposentei a academia: é mais fácil e sai muito mais barato comprar os pesos e caneleiras e fazer o exercício em casa. Faço meus exercícios a qualquer hora, sem precisar sair de casa.

Existem diversos profissionais na internet disponibilizando esquemas de treinos gratuitos. 

6) Ir a cafés e padarias

O melhor cosmético que já usei na vida é uma dieta saudável: um corpo nutrido e com baixo índice de “venenos” fica com uma aparência muito mais bonita. E os cafés e padarias não oferecem nenhum alimento permitido na minha dieta (que é low carb, ou seja, baixo consumo de carboidratos). Então, ir nesse centro de tentações é jogar contra mim mesma.

Quando abro minhas exceções e como porcarias, prefiro faze-las em casa.

7) Perfume

Após aplicar o minimalismo na minha vida descobri que detesto cheiros artificiais, me dão dor de cabeça. 

8) Enfeites, potinhos e outra tranqueiras

Antigamente comprava um monte de quinquilharia para “enfeitar” a casa. Os itens muitas vezes nem combinavam entre si, não tinha a menor estratégia e estilo de decoração, tudo aleatório. A longo prazo sempre batia o arrependimento. Atualmente prefiro decorar usando itens funcionas, como plantas e itens úteis com um bom design.

9) Garrafinhas plásticas de água

Plástico contamina a água. Faz um tempo que comprei kombucha em garrafinhas de vidro e as uso para levar água quando saio.

10) Filtro de café

Amo café passado na hora mas uso filtro de pano, reutilizável.

11) Hidratante para o rosto

Como disse antes, um corpo saudável fica naturalmente mais bonito e não precisa de tantos químicos para a sua manutenção. Mas se a minha pele está ressecada pelos banhos quentes, uso umas gotinhas de azeite de oliva, babosa ou esfrego a parte interna da casca da banana no rosto (que é rica em vitamina A!).

12) Limpador de rejuntes

Depois que descobri que tacar vinagre de álcool nos rejuntes desgruda toda a sujeira nunca mais usei outra coisa. O vinagre também não danifica a nossa pele e é barato. Se você quiser, avisa aqui nos comentários que faço um post só contando as mil e uma utilidades do vinagre na faxina, é MARAVILHOSO.

13) Calculadora

Acho que atualmente só engenheiros e contadores usam calculadora, já que temos no celular.

14) Sapato de salto

Comprava e não usava, acho extremamente desconfortável. 

15) Potes plásticos

Plástico contamina a comida. Prefiro ter alguns poucos potes de vidro que duram muito mais tempo.

16) Esfoliante

Gente, existem dois esfoliantes caseiros que são melhores que qualquer esfoliante industrializado!

O melhor é: misturar açúcar com mel.

O segundo melhor é: misturar pó de café com um POUQUINHO de óleo de coco.

17) Roupas além do que estipulei necessário

Criei um quadro no Trello (site para organização pessoal) e nele planejei exatamente o meu estilo, pensando no que desejo transmitir com as roupas que uso (afinal, nos comunicamos “não verbalmente” com as roupas). Defini as peças que fazem mais sentido para mim, calculei quantas peças preciso e não compro NADA além do estipulado, mesmo que as peças estejam com desconto. Sigo a filosofia do Julius do seriado “Todo mundo odeia o Chris”:

18) Mais de 2 sutiãs

A regra é simples: quando um tá sujo, uso o outro enquanto lavo o primeiro kkkkkk. Ficou velho, jogo fora e compro novo.

19) Bijuterias

Em outro outro post que fiz sobre minimalismo, o pessoal me bateu muito lá no pinterest após eu contar que não uso bijuterias. Muitos argumentaram que não sou feminina. Primeiro, não vejo problema em ser ou não ser feminina, mas existem outras formas de “se emperiquitar” além das bijuterias.

Eu NÃO POSSO usar bijuterias pois sou alérgica ao contato dos metais na pele, até as peças de aço cirúrgico fazem a minha pele sangrar (no caso dos brincos) ou empipocar. Antigamente, comprava mesmo assim e usava sofrendo. Um dia me revoltei e pensei “Por que estou fazendo isso comigo mesma? Quem definiu que todas as mulheres precisam usar esses acessórios?”. NUNCA mais comprei.

Para exercer minha vaidade aprendi a fazer os penteados ensinados neste canal e os faço diariamente, dão um visual bem legal:

20) Roupas para me exercitar

Faço exercício em casa então gosto de malhar igual mendiga, com roupa velha e confortável.

21) Bala, chicles, etc

Larguei esse hábito, não tem nada de bom nesses produtos. 

22) Blusas com estampas da moda

Estampas moderninhas são muito perecíveis: saem de moda rápido e limitam a combinação com outras roupas . Compro blusas com estampas clássicas (bolinhas, listras, etc) ou lisas. Uso diversos lenços e deixo para “ousar” nas estampas neles.

Que tal aproveitar que você está por aqui e ler a parte 1 desse artigo 😉 :
Minimalismo: 40 coisas que não compro mais


Gostou? Deixe um comentário abaixo! Sua opinião é muito importante para nós e possibilita a edição de assuntos voltados cada vez mais para os seus interesses.

Comentários (145)

  1. Gosto muito da ideia do minimalismo. Tento aplicar, ma tenho dificuldade com roupas e clçados(meu ponto fraco). Faço doações rgulares dos itens que não uso ou sei que não usarei. Creio que minimalismo é um estilo de vida que deverá ser adotado por todos. Grata pelas ideias e sucesso!

O seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios ;)

single.php
© 2012 - 2023 Refletir para Refletir.Todos os direitos reservados.